5.5.11

O RESULTADO

«Teria sido melhor não ter sido atrasado o pedido.» Esta frase do representante do FMI resume o resultado da extraordinária e patriótica "determinação" de Sócrates. Não se esqueçam de votar nele outra vez para obterem mais desta "determinação" que vos vai custar, pelo menos até 2013, os três olhos. E ainda faltam os

6 comentários:

João Gante disse...

Mas pode ter a certeza que, nestes dois dias, mais uns porcentos de cidadãos responsáveis decidiram dar o seu voto ao seu semelhante que por S.Bento canta e dança, alegremente. Ainda ontem uma senhora se declarava contente por não lhe tocarem na reforma. Para gente demais, é isso que define o voto: não lhes tocarem - e quem estiver atrás...

AF disse...

Alto lá! Como diriam os saudosos Mamonas Assassinas : "Os Ólhista cuida dos óilhos e o óculista, deus me livre, nunca vai mexer no meu..."

:)

eirinhas disse...

Num país que não sofresse dum acentuado grau de loucura e não tivesse tantos avençados sempre dispostos a colaborar para poderem continuar a chupar a teta mesmo que este se arruine,estas eleições seriam uma autêntica varredela.

amendes disse...

Tres olhos?!?

É natural... que o do meio...devido à fome que se prevê, se encha de teias de aranhas... por falta de uso!

Anónimo disse...

2013 é o ano em que vai entrar a última tranche do dinheiro, para pagar em 7 anos. O aperto vai ser até 2020, esquecendo as décadas penosas resultantes dos erros e incompetência crassa. Tão cedo não temos cá multinacionais a confiar no país como no passado. É escusado ter ilusões: antes de lá chegarmos o PS há-de arranjar, nas escolas onde pessoas como os santos dão aulas uns alunos recém-formados com 20 valores em teoria económica avençada, um candidato a mussolino rosa ainda "melhor" e mais mentiroso que o primeiro, para acabar o serviço e manter o FMI e as empresas do regime ocupadas. Eles vão andar por aí.

Cáustico disse...

O FMI disse que o pedido já devia ter sido feito hà mais tempo, para o sacrifício não ser tão grande.
Tanto bastou para que a máquina de propaganda do covil do Rato, encabeçada por um socialista de merda que é ministro da presidência, viesse afirmar, para confundir o Zé papalvo, que o que o FMI disse foi que as medidas deviam ter sido tomadas mais cedo e não que o pedido de ajuda devia ter sido feito há mais tempo.É nesta corja que 36% vão votar.