5.5.11

INVIÁVEL E NÃO CREDÍVEL


Um governo "viável e credível" - sugerido por Roubini no Estoril - para cumprir o programa de ajuda externa que entra agora em vigor, não pode ser dirigido por uma personalidade dúplice que, até há escassas semanas, jurava jamais recorrer à ajuda externa. E, muito menos, chefiar governos que tivessem de subscrever e aplicar um programa de ajuda externa. Uma personalidade assim é, no mínimo, inviável e não credível e só pode candidatar-se a chefiar um governo inviável e não credível. Ninguém perdoaria a leviandade.

13 comentários:

Zé Luís disse...

Caro João,

se não fosse a cor e o sujeito da direita fosse mais baixinho e careca em vez da aparada cabeleira branca, juraria que falava o António Lopes Ribeiro naquele programa antigo de cinema e o mono ao lado, que tocava piano além de fazer o décor, só dizia, a terminar, "Bóua Nóute"!

Como Diógenes vou hoje andar no Terreiro do Paço ao meio-dia com uma lanterna(acesa) à procura dum politico «credível»... disse...

Para V. Exª.,quem é credível?

David Castro Costa disse...

A Quaresma deste ano já passou, mas precisamos de fazer vários jejuns. Um deles será, com certeza, o do ruído difundido.

Hermitage disse...

ESQUIZOFRENIA

Quando um dia se escrever a história de como pode a esquizofrenia alcançar o topo do Estado, lá teremos entre outros o Estaline, o Kim, o Chavez, Fidel, Vasco Gonçalves, e naturalmente o artista de S. Bento.

Procura-se uma ponta explicativa para o discurso sobre a maravilha do novo PEC, para aquele dedinho no ar, conclusivo, em forma de ogiva, aquele olhar vítreo, aquela auto-satisfação alarve, e só pode ser isso: esquizofrenia.

Que melhor exemplo de que o SNS - Serviço Nacional de Saúde não chega para cuidar e internar todos os doentes.

floribundus disse...

no velho Oeste, por assalto aos contribuintes, estes dois e restante quadrilha
já tinham a cabeça a prémio

esta manhã o conde drácula dirá
«a bancarrota foi um sucesso»

Anónimo disse...

Li o acordo Troika-Governo (em inglês) e levei um murro no estômago: vamos pagar até ao último cêntimo o rombo das finanças públicas e vai ser duríssimo para a classe média, famílias, trabalhadores por conta de outrém, reformados e pensionistas, que não têm hipótese de escapar.

E ainda temos que levar com o fdp do sócrates a vender descaradamente o acordo como se fosse o euromilhões que nos saiu.

Anónimo disse...

Já vamos ao mercado buscar dinheiro em 2013, novamente. Os 78.000 só chegam para ano e meio! Depois disto tudo, Portugal ainda vai a eleições a pensar que esta solução serve para amanhã, que não há aumentos da electicidade, água, gás, IMI, etc! Méééé, mééééé, mééééé...

Maria Tuga disse...

O PM apresenta um "bom acordo" (com o FMI), o Teixeira dos Santos as medida práticas. Como é que possivel, este homem cujos cabelos brancos sugerem um minimo de consenso, aceitar mais uma vez participar nesta palhaçada!!! Estranhas cumplicidades.

Hermitage disse...

HUMILHAÇÃO

"Se Portugal tivesse pedido ajuda quando devia, o ajustamento seria mais suave para os Portugueses..."

"O PEC IV não tratava das questões essenciais...era apenas uma proposta de mais carga fiscal..."

"Os juros são os que resultam da negociação atento o mercado..."

Bastavam estas frases para um módico de dignidade levar uma qualquer merda de Partido a não propor aos Portugueses, de novo o mesmo artista que aqui nos conduziu, com leviandade, irresponsabilidade, vaidade e sobranceria.

Só uma votação expressando o desprezo pela criatura, nos pode refazer aos olhos do mundo.

Já não chega derrotá-lo.

É necessária humilhação eleitoral.

srsantos disse...

O dos Santos está com um ar muito respeitável, parece um beato numa missa de sétimo dia a velar pela "alma" de Portugal.

Anónimo disse...

Os alemães aconselham portugal a vender as 300 toneladas de ouro das reservas...apesar de 14´s estamos a par com a alemnha per capita/au.

Anónimo disse...

Nao acredito que nao nos livram da RTP, essa sanguessuga que so serve os politicos.

PSC disse...

Não basta Humilhação! Como diz um vizinho meu é preciso "um pelotão de fuzilamento"! Nem cadeia durante muitos e muitos anos chegarão para castigar esta corja nojenta e vergonhosa que destruiu a nossa Pátria!Só me dá vontade de chorar de raiva e VERGONHA por termos permitido que estes energúmenos tivessem governado Portugal!