16.5.11

PORTAS LARGAS

Por cá, aparentemente prosseguem os

11 comentários:

Anónimo disse...

Constata-se que, passados vários anos de centrão, as campanhas eleitorais resultam sempre no mesmo: voto útil - leia-se centrão.

Será que, depois de tudo o que tem sucedido, apenas no PS e no PSD se poderão encontrar as soluções? Mesmo que a origem dos problemas tenham origem nesses mesmos dois partidos?

Pergunto apenas o seguinte: será que apenas nestes dois partidos existem pessoas capazes?

Sempre votei. Nos últimos anos, nulo.

Agora, votarei PP. Pelo menos sei que trabalham, têm ideias e vontade de mudança. O resto, é apenas mais do mesmo.

M.S.

Nuno Oliveira disse...

Muito simples: serve para pensarmos que temos mais que 1 alternativa. Que somos um país democrático onde ninguém que não pertença a um grupo selecto pode almejar a ajudar o país que ama.
Mas, seja como for, pelo menos podemos fingir que colocamos uma cruz no local que queremos. Embora o que se diz antes não é o mesmo que depois. Mas que interessa isso?

Anónimo disse...

E não é que chegou à mesma conclusão do prof. Marcelo? V. que o desdenha e ridiculariza tanto.......

a.marques disse...

Dirigir ao Presidente da República, Presidente da Assembleia da República, Procurador Geral da República, Tribunal Constitucional e Comissão Nacional de Eleições, reclamação urgente que deve ser generalizada, determinada e irredutível. Estas altas entidades não podem patrocinar uma fraude que constitui o facto de nenhum organismo oficial ter traduzido para português o acordo com a troika. Mas, é mais grave ainda que os partidos políticos subscritores, não tenham cumprido a obrigação mínima elementar de juntar aos respectivos programas orquestrados, o conjunto de todas as medidas consubstanciados nesse acordo com entidades exteriores. Para evitar um escândalo de proporções aviltantemente indignas e desrespeitadoras do cidadão eleitor, não podem ser admitidos ao próximo acto eleitoral, PS, PSD e CDS se não divulgarem inseparavelmente das próprias versões programáticas em bom português e em tempo útil esse documento. HAJA DECORO.

silviasantos2323 disse...

E sobre a controversia do dia....não se comenta aqui nada?

http://www.publico.pt/Política/passos-casei-com-africa-e-sou-o-mais-africano-de-todos-os-candidatos_1494267

Seria bom que houvesse coragem para confrontar Passos com o apoio que o PSD, sob a direcção de Paulo Rangel, deu, na AR, à super permissiva lei da nacionalidade de Socrates e do PS. Passos identifica-se com a extrema permissividade na concessão da nacionalidade subjacente a essa lei?
E depois Portas é que é moço de recados de socrates...

Artur Resende disse...

A escolha é simples, amigos: Sócrates "O Prestamista" ou Passos "O Africano".

Tirem-me deste filme, por favor... disse...

Portugal é isto: escolher entre o nú e o roto.

E assim vai a nossa «intelectualidade».

Pois alevá!...

MJP disse...

A estratégia do Sócrates para estas eleições é conseguir que os votos do PSD fujam para o CDS. Não se ouve nem um som sobre o CDS, ele que até aqui falava na direita. O CDS passou a direita amiga que serve para roubar votos à alternativa ao PS.

Anónimo disse...

Mais do que jogos florais, isto é de uma mente distorcida e sem limites na indecência e na falta de vergonha: "Questionado por Clara de Sousa sobre a inexistência de uma tradução oficial, Sócrates respondeu: “Acho que há uma tradução portuguesa. Não posso garantir se não há”. Depois da insistência da jornalista, o secretário-geral do PS voltou a dizer: “Mas olhe que estou convencido que essa tradução existe”.". Garantidamente, finlandeses e alemães não davam mais de 1% a um tipo destes numas legislativas. Até o Vale e Azevedo foi corrido à terceira!

Anónimo disse...

No 'Portas Largas', Paulo Portas e pinto-de-sousa podem encontrar-se para combinar alguma estratégia...; o primeiro trajando de marujo, o segundo de "homem da construção civil" (sendo que sócrates-encarregado pode levar também consigo outro trolha na pessoa do ministro-demissionário-das-obras-públicas). A Louçã e a Jerónimo resta a antiga e respeitável "A Voz do Operário", mas o BE ressente-se destes ambientes sovaquentos e feios. Passos não tem na sua cosmopolita Massamá um café bom para conversações; e a mulher não o deixa saír à noite.

Ass.: Besta Imunda

Pensamento em revoluçao... disse...

Iss de escolher ou roto ou o esfarrapado... deve ser porque fica masi barato e dado a crise económica, da qual ninguém tem culpa cá por casa, é só pegar... no meu caso é largar!!!
E parece que vemos o Portas qual fera esfomeada entre duas presas apetitosas!! A questão é que o senhor não sabe qual das duas enche mais a barriguita!!!!