6.5.11

KEN/SÓCRATES


Ontem pus-me a ver Sócrates no programa da RTP2, do Fernando Alvim, intitulado "5 para a "meia-noite". Aquilo parece que é em directo. Ontem - o Fernando anunciou-o previamente - tinha sido gravado umas horas antes. Aquilo parece que tem perguntas aos convidados. Houve uma, gravada e estúpida, e uns bonecos computorizados a dizer disparates. Sócrates, impecável com uma camisa preta sem gravata, casaco preto e calças de ganga, evidenciou a sua insustentável leveza. Foi buscar Pessoa para falar do amor ("o amor de sua mãe", querendo ele dizer "o menino de sua mãe"), Berlusconi para falar dos fatos (uma repetição da gracinha de 2009 nos gato fedorento: atenção, central, é preciso inovar o "humor" do homem), o PS para falar dos amigos, a dobragem para falar de filmes (maravilhoso lapso freudiano) quando queria dizer legendagem, em suma, um boneco de plástico que articulava duas ou três frases seguidas sem o mais vago interesse ou graça. Disse-se dialogante como poderia ter dito que as calças lhe estavam apertadas. E que leva a oposição - não disse qual -, se ganhar, para o governo. Dado o adiantado da hora, a "central" não deve ter dado muito importância a esta prestação para a "malta nova" de um homem de "geração" (sic). "Sou de uma geração" foi coisa repetida à exaustão. Qualquer imbecil sabe que tipos que apenas vivem no presente, ao minuto e ao segundo, não têm geração, isto é, não possuem uma biografia. Estão, não são ou foram. O seu sucesso também reside nisso, na rasura cibernética da memória. Em certo sentido, Sócrates está de acordo com os tempos e os tempos estão de acordo com ele. Estão bem uns para os outros.

14 comentários:

João Sousa disse...

Gabo-lhe o estômago. Eu programei o meu televisor para não mostrar os canais portugueses - só para prevenir encontros inesperados com gente indesejada.

Há uns anos, este Alvim co-apresentava um programa chamado "O Perfeito Anormal". Eis um título que bem podia ter sido repescado ontem.

Anónimo disse...

- Mommy, Mommy! Does Barbie come with Ken ?!?
- No honey, Barbie only comes with Action Man...

Ass.: Besta Imunda

Justiniano disse...

Sem dúvida, caríssimo J. Gonçalves, ele está de acordo com os tempos e os tempos de acordo com ele!! Gostei, porra, porque é verdade!!
Sei que pouco vem a propósito, caro J. Gonçalves, mas permita-me esta questão. Não tinhamos já oferecido o tal Delgado em sacrifício pelas colheitas de Maio, para o bem de Portugal!!?? Que sucedeu, entretanto!? Porque vive, ainda, o Delgado!!?? Porquê!!!

ana disse...

E que tal foi a prestação do Passos Coelho no mesmo programa?? Pose de estadista, imagem da sagacidade, etc, haja paciência.

Anónimo disse...

Aqui para nós...para quem era bacalhau basta.
Não se pode dizer que o imbeciloíde do Alvim mais a sua geração rasca,mereçam mais.

lourdes féria disse...

Oh João, esqueceu da piscadela de olho eleitoralista quando fez questão de acentuar o seu amor ao Benfica, associando-o ao povo. Logo à esquerda. Reparei nas jeans Dolce & Gabana e no casaco preto Armani.
Bjs

aa.marques disse...

E é cobarde em todas as ocasiões. Os responsáveis do programa fizeram mal ao lhe apararem mais esta golpada gravada. Quem não ajoelha não reza, deviam ter-lhe dito. Assim, também acabaram por ajoelhar aos pés do traste.

Fado Alexandrino disse...

Não vi(nem sabia que existia)mas a RTP 1 encarregou-se de passar os melhores bocados no Telejornal da Uma. Está tudo a funcionar na perfeição.

Anónimo disse...

Não vi. Mas lendo este belíssimo texto foi como se tivesse visto. Está de parabéns o dono do blogue.

Cáustico disse...

O meu tempo é precioso. Não o vou desperdiçar a ouvir canalhas.

luc disse...

E a gente paga,e bem,os programas de uma TV vergonhosa e mais ou menos imbecil.

Anónimo disse...

Parece que também apareceu no show do Nicolau Breyner esta sexta, desta vez num horário mais abrangente. Não vi, mudei de canal.

Pensamento em revoluçao... disse...

O que mais gostei de ver(sim vi o programa só para ver Sócrates na informalidade) e o que "gostei" foi do desvio ao momento político e à política do FMI. Mas ele deve ter desculpa, pois é o PM... os outros querem é falar de política, para ver se correm com o "marmanjo" e o "marmanjo" manda não falar de política para ver se se mentém nela!!!
E os meus pêsames ao Alvim, pois foi o seu pior momento em televisão! Já que são os jovens a ver este programa não deviam passar-lhes um atestado de imbecilidade com estas conversas "políticas"!
E o senhor que falou nos melhores momentos passsados no jornal da uma... que melhor aliado do governo senão a RTP! Mas afinal quem é que lhes paga?!!!!

Anónimo disse...

Lamento! Sócrates esteve muito bem.

Não anunciou nada importante ao país num programa daquela natureza.

Força Sócrates.
G.