25.5.07

GRAMÁTICA GOVERNAMENTAL


No governo existem pelo menos dois ministros pouco dados à gramática. O ministro da Agricultura, um rapaz de Bruxelas, quando quer dizer "talvez possamos", diz "talvez póssamos", com acento naquele "o". Já Mário Lino, em entrevista ao maior escritor português vivo (em conta-corrente), José Rodrigues dos Santos, quis dizer que "tinha sido gasto" e saiu-lhe "gastado". Gastam-se depressa estes ministros. Vocês "hadem" ver.

12 comentários:

Anónimo disse...

J.G. não conheces o "pó Samus", fertilizante para nabos ?
E "Gás Tado" que os camaradas da ARA/PCP usavam nas suas bombinhas de mau cheiro.
R.A.I.

Anónimo disse...

:)

Anónimo disse...

Não é muito errado, por acaso. Pode dizer-se "ter gastado" e é tão correcto como quando se diz "ser gasto"...

É tal e qual como "ser morto", ou "ter matado"...

Anónimo disse...

Ó João. Ó Joãozão. Mas você não vê que o "Póssamos" e o "Gastado" são, desde á 30 anos, a fundação, ou melhor, a basezinha do regime ? Ou do esquema tanto dá. Nós "Póssamos" logo ter "Gastado" ergo Semos. Você João não dá uma de inglês técnico

MRC disse...

Às tantas também tiram o português por correio ou por fax.
Ups, espero não vir a ter um processo disciplinar com suspensão e queixa-crime por ofensa ao Sr. Primeiro Ministro...

Anónimo disse...

Já estão a pôr em prática a famigerada "TLEBS", "lembramsse"?

Pedro Barbosa Pinto disse...

Vossês brincão cos ministros porque tiverão pais ricos e puderam estudar em universidades xiques no istranjeiro.

Anónimo disse...

Esse enorme "escriptor" JRS diz e repete sistematicamente no Telejornal a pérola "tem a haver".
Merece o Nobel, porque o Guiness da calinada gramatical já ninguém lhe tira.

Anónimo disse...

Oh anónimo das 08.15 h!
Comentando gramática? Já agora, onde é que anda o h do "á 30 anos"?, perdeu-se por aí algures há quantos anos?

Anónimo disse...

essa do JRS ser o maior escritor vivo ...

Anónimo disse...

P/Nanda

Caríssima. Ia jurar que teclei o h embora tenha de reconhecer que ele lé não está. Terá sido roubo ? Extravio ? Ataque terrorista ? Nova piada maléfica do professor Charrua ? Seja como for já foi instaurado o devido inquérito a fim de apurar toda a verdade

A bem d

Anónimo disse...

Caros Amigos,
A pedido do cómico Mário Lino - entertainer de almoços e de convívios de autarcas do Oeste - estou a organizar, para um dos próximos sábados, um passeio ao Oásis Alcochete.
A concentração está prevista para a porta do Ministério das Obras Públicas - à Sé - de onde partirá a caravana de jipes 4X4 que atravessará a Ponte Vasco da Gama com destino ao Deserto a Sul do Tejo.
A primeira paragem será na Área de Serviço da Margem Sul, onde os nossos experientes motoristas necessitam baixar a pressão dos pneus, necessária à circulação nas dunas.
O trajecto até ao Oásis, onde serão servidos carapaus assados e enguias do Tejo, poderá ser feito, por escolha e conveniência dos participantes, quer continuando na caravana de jipes ou em dromedário (uma só bossa), o que torna a aventura muito mais excitante, pois tirando os beduínos tratadores e a areia, os participantes não encontrarão: "pessoas, escolas, hospitais, hotéis, indústria ou comércio"!
Reunidos os participantes será servido o almoço, em tendas, com pratos tradicionais do Oásis Alcochete. À tarde, a seguir ao pôr-do-sol no deserto - espectáculo sempre deslumbrante - será servido um chá de menta, após o que, a caravana regressa nos jipes, com paragem na área de Serviço da Ponte Vasco da Gama, para reposição da pressão dos pneus.
ALERTA: O tempo urge. Segundo as sábias e oportunas declarações do Dr. Almeida Santos, M. I. Presidente do PS as pontes são alvos dos terroristas pois podem ser dinamitadas a qualquer momento, pelo que não se devem construir novas devemos aproveitar as que temos, enquanto estão de pé.
Conto convosco para esta inesquecível aventura ao Deserto a Sul do Tejo!
MUITA ATENÇÃO: A cada participante será exigida uma declaração por escrito onde se comprometem, durante toda a aventura, a não referir qualquer das seguintes palavras: diploma, curso, Independente, engenheiro, fax e inglês técnico.
PS - Lamento informar, mas só estão disponíveis dromedários (1 bossa). Segundo o humorista Mário Lino, os camelos andam por aí à solta...