24.4.10

UM "SÍMBOLO"

Daquilo a que chegou o "25 de Abril".

7 comentários:

Anónimo disse...

http://jose-maria-martins.blogspot.com/2010/03/portugal-um-pais-cheio-de-tiranetes-de.html

Vale a pena ler. É muito elucidativo, do estado-a-que-isto-chegou!

Eduardo F. disse...

Caro João,

Anoto o habitual rigor ao substituir o artigo definido pelo indefinido, ou seja, o "O" pelo "Um". A criatura não merece mais.

Anónimo disse...

Há que continuar e aprofundar Abril.

Jacinto disse...

"Lumpen" á la minute.

Anónimo disse...

Aprofundar Abril ?
Abril está seco até à medula !

Anónimo disse...

O PS elevou à categoria de representante do povo - pelo menos parte dele - um obsceno burlão escroque mitómano-compulsivo. Este indivíduo é porta-voz, está em comissões, fala de ética, fiscaliza várias entidades e tem poder. O seu secretário-geral é um homem com uma licenciatura administrativa; que assinou graciosamente dezenas de projectos, enquanto na AR em regime de exclusividade, e mesmo antes; que teve um negócio de pneus; que conhece gente das lixeiras; que nunca exerceu uma profissão. Este é o PS 37 ou 38 anos depois da sua fundação e 36 anos depois do 25. Eu, que jamais serei socialista, relembro aos socialistas apenas alguns nomes: Salgado Zenha; Sottomayor Cardia; Jorge Campinos; Raúl Rêgo.

Ass.: Besta Imunda

João disse...

Afinal o homem não é palhaço, como lhe chamaram. É outra coisa