22.4.10

PERDOA-ME ET. AL.


O tal boy do PS que estava na PT, o sr. Soares, foi à comissão parlamentar do vetusto dr. Mota Amaral dizer que não dizia nada. Todavia, antes de dizer que não dizia nada, o sr. Soares aproveitou a solenidade do acto (e a estatuária partidária presente) para um patético "perdoa-me" público dirigido ao chefe e seu querido líder. A coisa caiu bem junto dos espanadores do costume e do sr. Rodrigues dos Açores que, no hemiciclo, vergastou delicadamente o seu camarada Cravinho a propósito da corrupção, atirando-lhe à cara (na ausência do visado como é adequado à fraca estatura caracterológica do insular indivíduo) a "dourada reforma". Algo está profundamente podre no reino socialista quando aquele jovem servidor emite sinais de retractação "à chinesa" e este Rodrigues existe tanto quanto mais vazio se revela. Ou então é mesmo assim.

9 comentários:

Anónimo disse...

Será este?

http://jose-maria-martins.blogspot.com/2010/03/portugal-um-pais-cheio-de-tiranetes-de.html

Anónimo disse...

Mal o boy disse aquilo com que o PS não contava de todo, claro, Ricardo Rodrigues abriu a boca para mostar os dentes todos. Ele e o colega deputado da cadeira do lado. Está gravado, o momento de felicidade. Depois foi o telefone.

Anónimo disse...

Adoro "esse" rodrigues, mais "aquele" ao lado, mais o "outro" vitalino.

antónio chulado

Anónimo disse...

" à chinesa" não! À Coreia do Norte! Sorte estar por aqui pois seria fuzilado na manhã seguinte.

Anónimo disse...

Caro Dr. JG, como o creio opositor ao famigerado "acordo ortográfico" não eh retratar, mas retractar...

Anónimo disse...

Retractação! OK?

Anónimo disse...

O ruca saiu um lacaio de terceira. Além de se ter julgado um "business man", ainda pede perdão em público ao dono... Lambe-cu muito rasca, os bons ainda disfarçam.

PC

velyn disse...

O Sr. Rodrigues, a Cruela de Vil do P.S. faz-me lembrar a O.N.U. e a comissão de direitos humanos presidida pela Líbia. Ver a Cruela do P.S. a falar de corrupção quando andou enleado com uma burlona e aparentemente se dedicou ao braqueamento de capitais, dá vontade rir. Como diria o João Tavares, ver a Cruela a censurar a corrupção é como ver a a Ciciolina a defender penas mais pesadas para os sodómitas!

Anónimo disse...

Naquela espelunca de comissão parlamentar, foi patético o pedido de desculpas daquele capacho do nosso querido "líder".
Deu-me a impressão que o teleponto que o indivíduo estava a ler não foi escrito pela criatura, mas sim pelo seu chefe.
Às vezes, a televisão mostra-nos programas tão deprimentes, que me interrogo, como é possível gente deste calibre estar á frente de empresas como a PT.
Então o tal dos Açores, é simplesmente asqueroso, com o seu sorriso de felicidade como se lhe tivesse saído a taluda do Natal.
Vergonhoso o espectaculo a que nos foi dado assistir.
S. G.