14.4.10

DA PASSIVA


O Ministério Público preferiu a passiva, a corrupção, para os três "rapazes" do PS que, no Taguspark, contrataram Figo para posar para a dita Tagus e, de caminho, para beber um cafezinho matinal público com o chefe partidário dos "rapazes". Figo foi poupado "por falta de consciência da ilicitude". Porém, não se percebe bem a ideia da passiva para os outros. Os "rapazes" deixaram-se "corromper" por eles mesmos?

11 comentários:

Anónimo disse...

Isto até me parece mais um caso de prostiuição. Um activo que ninguém ouve e três passivos. Só no parque tagus, outros tantos ou mais no eduardo sétimo.

missphilosophist disse...

"Por falta de consciência de ilicitude" do crime? Essa é boa...

Mani Pulite disse...

DEIXARAM-SE CORROMPER PELO XEFE QUE, ESSE, É MUITO "ACTIVO".

Anónimo disse...

A falta de cérebro do "arejado" pessoal da comunicação mais uma vez à vista! Esta cambada incompetente só gosta de discutir palhaçadas ou irrelevâncias.

De facto, em qualquer interacção, para haver passivos, tem que haver activos.

O Figo, uma jóia canhota e mais santa que a Sé de Braga, não tinha consciência, ao receber os €€€ para tomar o café com o dito cujo. O Figo é um bebé grande... E muito sério: ri-se muito pouco.

O Ruca da PT e Cia. Lda. são uns miúdos determinados e voluntariosos que, perante esta manipulação de €€€ públicos, só podiam ter sido "apanhados" distraídos, logo foram passivos.

PC

Anónimo disse...

o Figo pôs a boca no trombone e queimou os meninos...

Anónimo disse...

A pergunta que se impõe é a seguinte: quem corrompeu os três rapazes? Ou então para utilizar a voz passiva: os três rapazes foram corrompidos por quem?
Porventura o corruptor não teve consciência que estava a corromper. Razão tem marinho pinto, sobre a justiça.

Anónimo disse...

Os rapazes são dos que aparecem nas escutas legais, numa das quais se ouve qualquer coisa do género "é preciso que o nome de Sócrates não apareça". O beneficiário deste acto corrupto foi o PS e ainda por cima o objectivo foi a conquista de votos e deputados na AR, ou seja, o resultado eleitoral foi influenciado por um acto corrupto, porque se Figo não fizesse a diferença não o teriam contratado. Se isto não é um atentado contra o Estado de Direito vou ali e venho já. E se o Presidente Cavaco Silva acha que a estabilidade que defende inclui este clima de corrupção descarada da gente do PS, então não posso votar Cavaco Silva. Diria até que a última coisa de que necessitamos é de estabilidade. Do que nós precisamos é de gente com carácter, que não minta nem seja corrupta.

Nuno Oliveira disse...

Uma pergnta muito idiota: se eu matar o PM, uma vez que a função é pública, posso alegar que não sabia que era errado?

Anónimo disse...

A TVI passou a notícia do Taguspark...às 13h58m, depois de quase uma hora de temas folclóricos destinados a satisfazer o público do PS. Não há falta de liberdade na comunicação social. Até há liberdade a mais.

António Mário Sampaio disse...

Não está certo fazerem tais acusações a gente tão impoluta (terei posto letras a mais nesta palavra?).
Não há também o direito de suspeitarem da lisura de comportamento do partido do falso engenheiro e do propriamente dito.
O que vale é que eles têm bons advogados: além do Proença de Carvalho, há o Pinto Monteiro e o Noronha do Nascimento (sem contar com a D. Candinha).
Olha se não tivessem… Antes de ser tudo expeditamente arquivado, como é de esperar e vai acontecer, ainda lhes pediam qualquer esclarecimento (mesmo que apenas por escrito…).

Anónimo disse...

Pensava que a ignorância da Lei, e portanto da ilicitude, não era desculpa para os pobres coitados que todos os dias se apresentam em tribunal Mas a justiças dos ricos é outra...

JCL