4.4.10

ALEGRE, O "ÉPICO"

Alguns leitores não percebem como é que não se pode gostar do poeta Alegre enquanto poeta. Ou de Alegre, enquanto escritor. É simples. Alegre é simultaneamente um poeta menor e um escritor ainda mais enfezado. Nada disto tem a ver com política, como alguns enfezados mentais procuraram sugerir. Alegre tem a mania - porque é de uma vaidade extrema - que "encarna" uma espécie de Camões do 25 de Abril. Ou melhor, do "espírito" (essa palavra nefanda quando aplicada à literatura) que antecedeu e sucedeu ao 25 de Abril. No fundo, o que ele gostava mesmo de escrever era os "Lusíadas" do regime porque, seguramente e como tantos outros, nunca entendeu o original. Depois, e por natureza maligna minha, desconfio de literatos - poetas ou não - que derramam a metro. Alegre é apenas mais um desses literatos, ainda por cima em versão enfatuada dele mesmo. Por mim, deixo-o a encher o balão sozinho.

11 comentários:

Anónimo disse...

s coisas podem ser relativas.

Alegre tem alguns dos melhores poemas que se escreveram na língua portuguesa. Como possivelmente só li essa selecção talvez tenha ficado com boa impressão.

Ao Saramago é que dava um 12 pelo esforço e persistência, para não o reprovar se fosse meu aluno...

O Alegre merece levar na tola pela desvergonha de ter andado a fazer campanha pelo Pinóquio! Isso sim! Mostra o que é a maralha abrilina!

nd disse...

Alegre tem alguns dos melhores poemas que se escreveram na língua portuguesa.

Saramago é que

Mostra o que é a maralha abrilina


País de merda.

joshua disse...

Somos dois. Abjuro do Poeta. Abjuro do Escritor.

Para além de tudo, quem se prostitui ao Diabo em Forma de Armani, não merece a menor consideração dos cidadãos que, por causa da extrema Vaidade de um só Asno, sofrem penúria obscena e castração imoral de recursos para viver dignamente.

Pode ir Alegre perorar cavo e falar grosso, naquela virilidade abrutalhada de estilo, para bem longe.

Anónimo disse...

Mas o homem, cada vez que fala, só promete combates... Não será ele a reencarnação do Don Quixote? Agora que o Mexia encheu o país de moínhos de vento, é comprar uma pileca e avançar!

Fado Alexandrino disse...

Alegre tem a mania - porque é de uma vaidade extrema - que "encarna" uma espécie de Camões do 25 de Abril

Com um bocadinho de sorte pode vir a ser a frase do ano.

Silveira disse...

O Sr. Alegre é do país que provavelmente terá o maior número de não leitores comentadores literários.
Poemas do Alegre não li e não gosto.

Agnelo disse...

QUE PENA!
Tanto ego à solta por aqui. Tanta inveja exclusiva porque genuinamente portuguesa. Tanta bílis por tão pouco...

Haja Deus!

Anónimo disse...

Agnelo, por que será que anda tanta gente farta do chicoespertismo dos qus se arvoram em salvadores da pátria, com o resultado que se vê?

Anónimo disse...

Não concordo com João Gonçalves. De jeito maneira. Alegre é um Poeta. Agora como político ...
(entre parentesis): - Então não é que Valença está cheia de bandeiras espanholas ?
Oh que triste país se tornou e transformou o meu país ! Que tristeza meu Deus !

velyn disse...

Acho que foi Agustina a Sibila que lhe fez o mordaz elogio de o considerar 'o maior dos nossos poetas menores'. Já agora, se algum escritor vivo merecia o 'nóbel' seria concerteza Agustina e não aquele saco de peidos mal embalsamados!

Anónimo disse...

«...se algum escritor vivo merecia o 'nóbel' seria concerteza Agustina e não aquele saco de peidos mal embalsamados!»

Estamos a precisar de ti para membro da Academia Sueca. Assim teríamos a certeza de que os prémios seriam sempre atribuídos aos melhores.