25.9.10

CARLOS CASTRISMO MATINAL


Acordei com a voz de Pedro Rolo Duarte e de João Gobern na antena1 (há-de aparecer em podcast). Hesitante entre "bordel" e "hotel" babilónia, por minha culpa, Pedro começou o programa por me referir como "amigo" do (voltou a hesitar) doutor ("pronto, dr.") Manuel Maria Carrilho que, mais adiante, classificaria como "o pior da semana". A isto Gobern (com assinalável bom gosto e depois de uns minutos a regalar-se com a circunstância de ser o "1º" dos diáconos da bola no jornal Record - que categoria!) replicou: "não terás uma questão mal resolvida com a mulher dele"? Disse que não, o Pedro. Depois das antenas parabólicas do outro, as mulheres dos outros. O Pedro - que conheço e estimo desde os idos de setentas e muitos/oitentas quando ele usava uma farta cabeleira à Jimi Hendrix - tinha a estrita obrigação, pelo que fez e proporcionou em muitas saudosas publicações, de estar já noutras alturas e de deixar-se de vulgaridades (ou de dar azo a que o seu colega alarvemente as perpetre) as quais, mais do que merecerem uma resposta, apenas reclamam um bom par de bofetadas. A bofetada sempre teve a vantagem de, uma vez bem assente, poder seguir-se em frente e não se falar mais nisso. Digamos que faz parte da aprendizagem. Quanto ao meu "amigo" MMC, o Pedro tem de dobrar a língua. Para ele, Carrilho é o professor doutor Manuel Maria Carrilho.

10 comentários:

Anónimo disse...

Houve um tempo que gostava de ouvir/ler esse tal Pedro, depois quando comecei a reparar que andava sempre em lugares de direcção e com uma intervenção pro-poder, estivesse quem estivesse no poder, deixei de o ouvir e ler. Alguém que é em cada momento pró e contra o “poder” dependendo da sua consciência em cada matéria, esse é independente, mas esses não chegam a lugares de direcção, não são certos. Os outros têm outro nome, mas não me recordo agora, é assim como ficar a ser dos que ganham.
Ou então todos têm tanto medo da sua pena, que todos fazem de tudo para o ter do seu lado e ele aceita. Poderá faze-lo, não se poderá é intitular independente.
S. C.

A. Pinto Pais disse...

Deixei no blogue desse sujeitinho o seguinte comentário (vamos lá ver se ele não o censura, como é costume):

"Você não tem vergonha, é? O Cintra Torres que foi funcionário da RTP e comercializou antenas parabólicas é o Nuno, irmão do Eduardo.
Claro que V. sabe perfeitamente disso, mas a confusão convém-lhe, não é?"

Anónimo disse...

Esse não a gaja morena no meio das 4 loiras naquele programa de botafaladura da SIC Mulher? É uma tia muito prendada. Mas se escreve como fala... nem sei de onde lhe vem a fama.

floribundus disse...

meu caro Irmão
mande essa escumalha bardamerda ou ignore a respectiva cretinice.
'porrada neles'

joshua disse...

Mesmo que Carrilho fosse um vagabundo, um daqueles que fica nas traseiras do Continente ou do Pingo-Doce, a recolher os restos: a nobreza de denunciar o que tem denunciado em nome de um humanismo vital e regressivo, a coragem de colocar o dedo na ferida da tirania estulta de um só e dos dos seus sinais, megalomanias, cancro demencial do deslumbramento, obriga a que as línguas se dobrem ao nome de MMC. Bastaria isso, ó Pedro Rolo Duarte!

Anónimo disse...

Vocês fazem lembrar aqueles putos da televião, os famosos, que estão sempre a ser entrevistados por outros - já famosos também ou candidatos.
Cada um preenche o espaço que falta para fechar o círculo vicioso em que isto tudo se tornou.
E mais do que isto não sabemos. Tudo pequenino.

A. Pinto Pais disse...

O sujeitinho censurou o comentário, como era previsível. Ninguém muda de alma, é o que é.

carol disse...

Acho que já disse isto aqui, mas gostava de ver o sr. Pulido Valente
(e muitos dos senhores que regem blogs de opinião política) a governar este país ingovernável.

PRD disse...

Oh Pinto Pais,se é esse o seu nome, o sujeitinho censura quem o ofende porque o meu blog é a minha casa e em minha casa só entra quem eu deixo - mas se quiser debater a sério, deixe um mail, um contacto, dê a cara E DEIXE DE SER COBARDE. O meu mail está no meu blog - e o seu está onde, que o não vejo?
Quanto ao Cintra Torres, quer lhe dê jeito ou não: Eduardo e Nuno são irmãos e eram sócios da Cintra & Leal, nas Amoreiras. Sei MUITO BEM do que falo. Vc não.
PRD

A. Pinto Pais disse...

Era só o que faltava, eu fornecer o meu endereço electrónico a um energúmeno que se põe a gritar-me em maiúsculas.
Cresce e aparece, ó pigmeu mental!