15.9.10

ESQUIZOFRENIA ALEGRISTA


De um lado, isto. Do outro (dos outros), uma sessão de propaganda na universidade do Porto em que alunos do Bloco fizeram o seu número de circo contra o governo presente nas pessoas do inútil Gago e do "todo-o-terreno" Sócrates. Na mesma sala, afinal, estavam apoiantes de Alegre contra apoiantes de Alegre. Também Assis passou um atestado de ignorância comunitária ao seu candidato por causa do alegado "visto prévio" de Bruxelas (da Alemanha) aos orçamentos periféricos, matéria em que Alegre (que não sabe nada de nada) alinha com o Bloco. Quando tiverem de se juntar todos ao triste bardo (e o triste bardo a eles para atenuar a humilhação), como é que vai ser?

12 comentários:

Anónimo disse...

Alegre rastejou de debaixo do seu calhau para nos brindar com mais algumas das suas afirmações perfeitamente idiotas. Insiste em provar aos incrédulos que assistem à sua candidatura a Belém que não passa de um demente imbecil que chafurda no lodaçal viscoso que constitui a sua nula densidade intelectual. Por sorte (dele), vivemos num país, como já vi escrito neste blog algumas vezes, em que tudo é cultura e, como tal, a um velho gordo, mal amanhado e com ar de alcoólico basta escarrar umas palavras vindas do fundo da carcaça para que a populaça lhe chame poeta.

A tudo isto, decidiu o bardo somar um abraço sentido à dispensável Estrela, que com o seu sorriso peganhento (agora adornado com umas belas lunetas de sol) encheu a sala. Não se sabe bem de quê, mas encheu. Mal por mal, antes assim do que a escrever cartas...

PB

Miguel Dias disse...

O blog Mar Salgado e o seu autor continua a "malhar" no PPC, umas vezes com razão, outras nem por isso. Afirma o autor daquele blog que escreveu um par de textos a apoiar MFL, sim, esta "Senhora" é que era o ideal, cheia de virtudes e qualidades que fazem um grande estadista, tretas, foi sempre uma nulidade política e dizia alarvidades ainda maiores que PPC. Daí se entenda o rancor do FNV por PPC, com o fim de MFL e a presidência de PPC ficou sem hipóteses de ter um "ambicionado" tacho. E depois PPC não é de "marca branca", como era MFL uma mera "técnica" sem qualquer cultura política, PPC tem um cunho pessoal, tosco mas original.

Cáustico disse...

Espero que o destino do bufo do terrorismo angolano seja sempre a poesia.
Pois na poesia não me aborrece porque não compro nada que seja por ele escrito. Mas na política pode provocar-me imensos enjoos.

itchi e scratchy disse...

Caro João Gonçalves,
Se continua a pôr as coisas assim, que é melhor votar Cavaco porque os outros são piores, talvez seja melhor rever a sua posição.

Ou arrisca-se a ter de votar Sócrates para Primeiro Ministro.

João Gonçalves disse...

Meu caro... junte-se ao alegrismo, seja ele qual for, e bom proveito.

joshua disse...

O alegrismo terá uma derrota monumental à conta de tantos pactos inconciliáveis. Será tão embaraçosa que mais valia uma casa de refúgio para tanta vergonha.

Anónimo disse...

Não seria altura de, pura e simplesmente, deixar de ligar a essa "encomenda", como alguém lhe chama, o "garrafão de Águeda"?
Pois, coitado, como vai safar-se dos apoios que tem tão contraditórios eles são a não ser que ele próprio e o Bloco de desdigam totalmente (o que não é de todo impossível)?

João Sousa disse...

Joshua: "vergonha" e "alegrismo" são termos tão distantes que, quando relacionados na mesma frase sem que um deles seja negado, tornam-se um oxímoro.

Fartíssimo do Silva disse...

Ai tanta dorzinha de cotovelo! Tanta preocupação com Alegre! O que dói é que o João Gonçalves, para além de escrever umas alarvidades neste bloguesinho proto-fascista, não é capaz de fazer um verso. Por vezes, lembra-me o outro que dizia "quando oiço falar em cultura puxo logo pela pistola" e também o outro "abajo la inteligencia, viva la muerte".
E se este rapaz fosse ao psiquiatra não deixaria de ejacular desta maneira?

joshua disse...

Muito bem posto, caro João Sousa.

Anónimo disse...

Vai ser fácil, pois apenas as pessoas que se regem por princípios e valores ficarão chocados; e estas já não abundam. As televisões, os comentadores, as psicólogas e o povo-eleitor ficarão na mesma. Quanto ao PS e ao BE, "eles próprios" já estabeleceram horários, dias e guarda-conjunta do rapaz-alegre, para o poderem partilhar e exibir à vez no parque, envergando bibe.

Ass.: Besta Imunda

Anónimo disse...

Sendo estudante da Universidade do Porto, reconheci alguns dos protestantes na sessão de ontem (que decorreu no Politécnico do Porto e não na Universidade). Aqueles que reconheci são afectos ao PCP e não ao BE.