16.9.10

ASPIRAÇÕES


Estava a comer uma sopa e, no rodapé do lcd do restaurante, li que Ribeiro e Castro tinha uma "aspiração" qualquer. A seguir, outra frase elucidava o excelentíssimo público que, afinal, à "aspiração" não corresponderia uma "possibilidade". Ou corresponderia mas era "difícil". O país estará interessado nas "aspirações" e nas "dificuldades" de Ribeiro e Castro (aliás, quem é Ribeiro e Castro, uma pergunta não meramente retórica?)? Eduardo Pitta parece que está o que, valendo o que vale, quer dizer que entidades como Ribeiros e Castros são "aspiráveis" por entidades como Eduardos Pittas que, alegadamente, são opostas às primeiras. O termo é, inequivocamente, "desejados". Sem querer ser um lógico de trazer por casa, percebe-se porquê. Ora enquanto Ribeiros e Castros e Pittas se debatiam com as mesmas "aspirações", o país - o a sério - endividava-se lá fora mais uns quantos milhões. Pobres "aspiradores".

8 comentários:

Fado Alexandrino disse...

Este post assustou-me.
O senhor, uma pessoa de posses, a comer uma sopinha em vez de um bom linguado é como que um aviso para nosoutros de que breve não teremos nada para comer.

Anónimo disse...

Já faltou mais para uma sopinha para (quase) todos.

joão santos disse...

Caro João Gonçalves,

Considera que Cavaco Silva merece o voto da Direita portuguesa? Sempre num tacticismo oportunista a defender veladamente este Governo, em busca do eleitorado do centro!
Creio que com esta atitude o PR perde mais votos à Direita do que ganha ao Centro!
Com o meu voto não conta!

Garganta Funda... disse...

O Dr.João Gonçalves a comer uma frugal sopinha já está a preparar-se para o que aí vem: a sopa dos pobres.

Com Cavaco ou sem Cavaco.

Não há regresso.

Anónimo disse...

Não merecendo verdadeiramente o certo é que os outros, nomeadamente o garrafão de Águeda, merecem muito menos.

Anónimo disse...

E a propósio de aspiradores, vejam-me esta :

- «Dívida de 2,5ME / hora: José Sócrates fala de "puro alarmismo"» (MSM).

Dois milhões e meio à hora ?!
Puro alarmismo ?!
Não há palavras, nem Presidente, nem nada. Apôdrecemos.

Anónimo disse...

Não sei porque carga de água Ribeiro e Castro há-de aspirar ao que quer que seja, principalmente depois da sua estrondosa passagem pela liderança do PP. O mundo já o havia esquecido; e enquanto ele por lá palrou, "o mundo" apenas tinha uma vaguíssima ideia do que ReC fazia ou dizia. Saiu por uma pequena porta daquele pequeno partido, inevitavelmente. Talvez outra destacada passagem pela "direcção" do Sport Lisboa e Benfica tenha insuflado o peito asmático de ReC; e depois destes incontestáveis sucessos a criatura se tenha julgado em condições de aspirar a mais e melhor. Mas mesmo para um suspiro-informe como ReC esta jiga-joga é estranha: aspirações difíceis e possivelmente não-possíveis. Tenho um amigo (licenciado em ciência política...) que "gosta muito de automobilismo" e que há décadas me enche o juízo com uma coisa que ele diz chamar-se "efeito de aspirador". Deve ser isto.

Ass.: Besta Imunda

JB disse...

Irra que o senhor é malcriado.

Quer saber que é Ribeiro e Castro? É um bom homem, um inquestionavel bom homem, que se bateu, forte e feio nas comissões Camarate para que a verdade viesse ao de cima. Fez mais que o senhor que se esconde atrás de um blogue, que escreveu um livro que não chegará aos meus filhos, que se limita a dizer mal do país entre as suas sopas e idas ao São Carlos.

Sim, o país tem muitos Dâmasos. Faz mal em alertar-nos para essa evidência. Mas toma também uma dose excessiva de Gonçalves.