1.7.10

A QUEDA DE UM "PROFESSOR"



Um jornal titula que Queiroz, o "professor" Queiroz, ganha quinze vezes mais que o Chefe de Estado. Curiosamente, foi preciso o referido "professor" perder na África do Sul para se fazerem rapidamente as contas e esfregarem-lhe o recibo de vencimento nas ventas. Ele não ganhava já aquilo quando ainda era um herói nacional tocado a vuvuzelas, a Madaíl e a prosas asnáticas? Pendurá-lo num pelourinho é pendurar o país de impotentes manhosos que ele representa. Não percam tempo.

8 comentários:

Zé Rui disse...

Sim, não se perca tempo com isto. Aliás neste país interrogar-nos sobre o que ganham as nossas miseráveis elites é pecado rotulado logo como "inveja". Se vamos por aqui iremos ouvir o mantra nauseabundo de que o mérito tem de ser remunerado. Se não pagarmos os milhões que pagamos ao Mexia ele vai para outra empresa estrangeira (estou a fazer um esforço para não me rir). Como quisemos o sucessor do Fergurson do M United tivemos de pagar convenientemente........etc.

Não consigo...tenho de me rir...ou melhor chorar por viver neste triste país sem qualquer dignidade.......

Anónimo disse...

Fantástico.

Estive a "investir" algum tempo a observar a sua chegada / recepção nas "Partidas" do Aeroporto da Portela, mas que segundo Cravinho podia bem ser na Ota.

Um dos "homens da luta", não com vuvuzela (diminutivo simpático da Vuvo de um pré poder guterrista - Vera Jardim) soprava-lhe aos ouvidos de megafone: "Vai para casa", entre outras "actualidades".

O mais fantástico e surrealista é que o Professor deu a entender a sí próprio, que tinha feito um excelente trabalho e teria na Portela uma enorme comitiva a ovaciona-lo. Será que levantou voo de Joanesburgo e ninguém lhe disse nada?

Autismo queiroziano de bola.

A


Rui

Mani Pulite disse...

PIOR QUE ESSE INCOMPETENTE DO QUEIROZ SÓ MESMO O TOTALMENTE INCAPAZ SÓCRATES.COMO NOS VER LIVRES DAS MELGAS,PULGAS E CARRAÇAS?COM UMA DESINFESTAÇÃO GERAL.

Anónimo disse...

Respeitinho, Dr. João Gonçalves. Com o futebol não se brinca.

Anónimo disse...

O professor está perfeitamente ao nível desta xafarica. Assim nem desafina, nem cria falsas ilusões!

Anónimo disse...

O único campeonato que nos é acessível é o do jogo da Malha; o Berlinde já é só para especialistas. Como seleccionador podemos usar, economicamento, o Agusto - rapaz bêbado-crónico da minha rua. Por uns copos diários.

Ass.: Besta Imunda

Anónimo disse...

Comparar os salários do Prof. Queiroz e do Cavaco não lembra a ninguém. Agora, o que me diz a minha intuição de velho bilioso é que vai cair primeiro o Cavaco do que o professor.

Dylan disse...

Penso que o sucesso da Selecção portuguesa no Mundial já estava condenado ao fracasso através de uma convocatória inicial inquinada. De facto, desde opções maioritariamente defensivas que encurtaram o poder ofensivo, passando por naturalizados birrentos em fim de carreira, juntou-se uma gritante falta de ambição. Ao nacionalismo bacoco de cerveja na mão, exacerbado com a goleada à pior selecção do Mundial e apoiado no histerismo da imprensa desportiva, acrescentou-se a vaidade do capitão, ameaçando imolar-se em ketchup! Bastou um tiro da armada invencível para afundar a nau Catrineta, pondo a nu os pecados da FPF, refém de interesses económicos e clubísticos, ou não tivesse esta perdido o estatuto de utilidade pública desportiva.

http://dylans.blogs.sapo.pt/