19.7.10

O MOÇO ALVES


A "juventude socialista" tem um novo líder, o sr. Alves. O moço, como todos os moços que lideram juventudes partidárias, é um chavão ambulante. Normalmente estes tristes já nascem velhos e aspiram a imitar rapidamente o pior dos mais velhinhos. Este Alves, modernaço à maneira de Sócrates, é apenas mais um candidato a papagaio "correcto" numa dessas juventudes que, sem excepção, deviam ser extintas a bem da qualidade de vida doméstica. Não há pachorra para mais profetas.

10 comentários:

Luis Naves disse...

Fala sem dizer nada. E, pior, é a lengalenga autista do costume

Anónimo disse...

Desta vez, discordo. Politicamente, não sei o que vale o Pedro Alves. Enquanto professor, considero, sem margem para dúvidas, como dos poucos professores decentes da Faculdade de Direito.

João Gonçalves disse...

Sempre é levado mais a sério que a "stôra" Marta Rebelo, não?

Anónimo disse...

Já apareceu nas TV's e no Diário de Notícias da mão-dada e levantada com pinto de sousa e em triunfo, sobre um palco e fotografados de baixo para cima - para lhes conferir estatura de lenines de bronze. Ele - o rapaz - de roupinha informal e jovem, vagamente descomposto e enxovalhado, a grenha revolta e indisciplinada. Pinto de sousa envergando um fato Armani. Assim levou o menino ao baile e ele debutou.

Ass.: Besta Imunda

Jacinto disse...

Expliquem-me, por favor, como é que um tipo "decente" aceita trabalhar para, e "sob",um bandalho como sócrates ?...
Risquem-lhe a superfície e certamente aparece mais um "capacho de V.Exa...."

Garganta Funda... disse...

Ainda ontem vi um bom naipe dessa fauna juvenil.

Todos gordos cm'a porcos, luzidios e a verter suor por todos os lados.

Da forma como o «emprego» está, aqueles «jovens» velhos são capazes de cantar o fado ou fazer o pino para ganhar um empregozinho na Socratalândia.

Não admira que Portugal não tenha futuro, pois dali só sai passado a crédito...

ricardo disse...

E tem profissão o delfim?
Ou vive de conversa fiada como os antecessores?

Anónimo disse...

Quando digo decente é porque, numa apreciação objectiva, assim o posso qualificar. Tive a felcidade de ter sido seu aluno de Direito da Cultura. E mesmo que, uma vez mais, não conheça, nem sequer me identifique com as posições e propostas políticas do Pedro Alves, tenho que ser justo e considerá-lo um professor dedicado e honesto, no meio de tanto "bluff, azelhas, subservientes e oportunistas Quanto à Marta Rebelo, como não fui aluno dela, não posso julgar... Daquilo que leio e vejo como cidadão atento, apenas analiso como mais um "produto mediático" martelado.

Anónimo disse...

"Direito da Cultura" ?!?!? Que diabo poderá ser isso? Direitos de autor? Licenças de produção? O que é?? E merecerá uma disciplina, uma cadeira?
Deus nos valha!...

Ass.: Besta Imunda

ricardo disse...

Direito da cultura?!
Não digam que não soa bem.
Se não der para o governo pode sempre dar uma secretaria de Estado ou a presidência dum Instituto qualquer