24.7.10

ESTÁ CERTO


Leio uma frase retirada de uma entrevista da editora Maria do Rosário Pedreira: «é preciso criar os Saramago e Lobo Antunes de amanhã.» Com o devido respeito, já estamos razoavelmente servidos deles. Não é preciso esperar por amanhã. E, depois, como é que se "criam" escritores? Curiosa sinceridade, a da editora. Longe vão os tempos em que os escritores eram os criadores e não estavam à espera que os criassem. Sem querer, a editora explicou as criaturas que passam aí por escritores apenas porque estão inscritos num partido, numa religião, numa televisão ou num jornal. «Quando tudo é cultura, então nada é cultura», lembrava, há oito dias em Almada, Manuel Maria Carrilho. Tal como quando tudo é literatura, nada é literatura. Está certo.

Adenda: A propósito da propedêutica editorial, este post.

3 comentários:

De nihilo nihil disse...

Excelente, assim como a adenda.

Red Eagle disse...

O meu amigo acertou na moche. Não posso concordar mais...

Saudações Chaladas

Luis Rainha disse...

Se pensa que uma editora não cria autores, anda a viver no mundo da Lua...