23.7.10

PARTIDOCRACIA, DISSE ELE


«Mais do que uma revisão o PSD propõe uma alteração de Constituição. Para governar na fronteira da legalidade, ou para marcar lugar num novo regime? (José Medeiros Ferreira, CM)» Talvez as três. Mas não julgo que venha mal ao mundinho português abanar-se a pasmaceira em que caímos. Porque a campanha presidencial será mais dessa pasmaceira do que outra coisa qualquer. Depois de Alegre ter vindo falar, a propósito das "ideias" do PSD para a constituição, em reforço da partidocracia - um termo que o PS "soarista" sempre repudiou -, Cavaco pode recandidatar-se como o campeão da defesa de um texto que, pelo menos ele, já jurou cumprir e fazer cumprir. O texto que está, evidentemente, porque a revisão, se houver lugar a ela, nem daqui a um ano estará pronta e o PR está sempre obrigado a promulgá-la. O argumentário de Alegre é, pois, uma falácia. Mais depressa ele seria empurrado a colocar Sócrates em cheque pela esquerda folclórica anti-PS que o apoia do que Cavaco "ajudaria" Passos Coelho a subir ao pódio. A insanável contradição da Alegre candidatura, tão bem traduzida por ele no lapsus da "partidocracia" (afinal, quem parece estar interessado em "presidencializar" é Alegre e não Cavaco), dará a vitória ao actual Chefe de Estado numa única volta. Elementar como a poesia do outro.

7 comentários:

Anónimo disse...

O pateta Alegre é contra o que ele chama a partidocracia e a favor de candidaturas de independentes à AR.

Entretanto, em Lisboa, onde não mora nem vota, que fez o sonso?

Convenceu a sua amiga Roseta, que era de uma lista independente, a concorrer debaixo da pata do PS (e do Costa).

Ou seja, para as Câmaras Municipais, as listas de independentes, que já há anos são possíveis, não prestam.

Cheio de idiotas como o Alegre ando eu.

Anónimo disse...

Ainda a propósito da proposta de revisão constitucional do PSD, Santana Lopes disse publicamente para «não brincarem com Portugal». Não lhe falta topete !
Há muitos anos que a canalha não faz outra coisa que não seja brincar com Portugal e vem este agora armar-se "ao cagarelho".
Andarete, homem !

Rodrigo disse...

Wishfull thinking, meu caro João...

Creio que subestima demasiado o Alegre "Bardo". Tem uma esquerda unida atrás dele, e agora o argumento do "Estado Social" para usar e abusar diante da bovina prole.

Basta que Cavaco, que não se distinguiu particularmente, tropeçe na primeira volta.. o que não é tão improvável, tendo em conta a sua protocolar capacidade de debitar copiosas gaffes...

Anónimo disse...

O supra-alegre, ignorante e rombo, é incapaz de se conter; e como anda a "vê-las passar" e o seu apoio político e partidário é contraditório e esquizóide, vai andando atrás dos acontecimentos, sem nada para dizer, sem nada para propôr, sem nada saber acerca de nada, sem nada de diferente para apresentar aos eleitores e - na prática muito básica - sem ser capaz de dar uma razão plausível para a sua candidatura. Irá martelando os dedos até às eleições.

Ass.: Besta Imunda

Anónimo disse...

Esperemos que tenha razão na sua previsão mas convém não esquecer de que povo (e televisões) estamos a falar.

Anónimo disse...

Nem de propósito. Nas notícias da Sic Notícias, e a propósito da história dos testes de stress aos Bancos e seus resultados "positivos" logo para abrir foram entrevistar o Pinócrates. Ora eu pergunto o que tem o tipo a ver com esse assunto? Convém referir que aquela estação, desde que tem à frente o "sonso" do Teixeira passou a ser um pouco nojenta na sua colagem aos "socialistas". Talvez seja a consequência da sua nomeação para tal lugar como grande amigo do Don que é mas a memória das pessoas é, de facto, curta.

Red Eagle disse...

É um pateta cada vez mais alegre este Alegre...

Saudações Chaladas