23.7.10

ANDAR PARA TRÁS


Faz hoje trinta e quatro anos que tomou posse o 1º governo constitucional chefiado por Mário Soares. Vale a pena comparar os nomes de então com a "fórmula socrática" em vigor. A questão não é ter sido possível, logo em 1976, reunir gente daquela, em geral, boa ou razoável. O drama é constatar, 34 anos depois, como é que o mesmo partido - e, por tabela, o governo da nação - conseguiu atingir um patamar tão baixo e tão pequenino. Aliás bem traduzido na rasura "oficial" do nome de Medeiros Ferreira como ministro dos negócios estrangeiros (por sinal o que, em nome do país, solicitou a adesão à então CEE) que o foi até Outubro de 1977, quando pediu a demissão - em carta nunca publicada - altura em que Soares acumulou a pasta com a de 1º ministro. O governo acabou menos de dois meses depois. Chama-se a isto, tipicamente, andar para trás e contar, à medida dos actuais gnomos, uma história.

(foto: Medeiros Ferreira é o quinto, em pé, a contar da esquerda)

5 comentários:

Francisco disse...

Mas que grande naipe de marmanjos...

Anónimo disse...

As rasuras norte-coreanas ou estalinistas estão muito em voga: veja-se a "rasura" que o Zelador-Monteiro levou a cabo, sob as ordens do hirsuto-noronha, quanto às escutas zézito-vara; antes (há bastante mais tempo), a rasura e correcção, com borracha-e-lâmina, das habilitaçoes literárias do supra-citado zézito. Mas estou a ser um pouco injusto: nem Estaline rasurou assim tanto os arquivos soviéticos (pelo contrário), que têm sido fonte inesgotável de investigação e viajens às estepes.

Ass.: Besta Imunda

Anónimo disse...

Peço desculpa mas considerar aquela gente, no geral, boa ou razoável não me parece nada razoável bastanto, para tal, ter presente quem era o "chefe". Pareceria mais correcto em vez de "no geral" usar o termo "em casos raros".

floribundus disse...

ao mexicanizar o rectângulo tornaram-no um depósito de xuxas incompetentes e vorazes que os contribuintes sustentam.
são: lenines, stalines, mussolinis, maos, hitlers, allendes, francos ...
porra!
estava guardado para ver e sustentar toda esta merda

Carlos Valério disse...

Caro Joao Gonçalves,
Não teve cuidado ao ver o portal do Governo.
Ao abrir a composição de cada governo constitucional, o portal do Governo apresenta sempre a composição no momento de cessação de funções. Basta clicar nas datas do lado esquerdo da página e encontra as várias composições ao longo do tempo.

Aqui fica o link para a composição inicial, em que Medeiros Ferreira era o MNE.

http://www.portugal.gov.pt/pt/GC01/Governo/Composicao/Pages/Composicao.aspx?r=1976-07-23