6.1.11

A MOSCA VAREJEIRA

Calhou a vez, finalmente, ao evangelista Louçã de vir espumar contra Cavaco. Louçã é um reles demagogo que floresceu à conta da ambiguidade do regime. Tem tanto crédito na praça como uma mosca varejeira. Que irá esta tropa toda, rídicula e néscia, dizer na noite de 23 de Janeiro? Que o povo, afinal, não é bem o que eles esperavam que fosse?

7 comentários:

Cáustico disse...

Também andou pela merda do socialismo. Está tudo dito.

Nelson Marques disse...

Não lhe discuto a taxonomia da criatura, mas saliento que, com essa gente, nada do que parece é. Em concreto, esse cidadão mede muito bem o que debita. E debita muito. Com um objectivo concreto porque, dos que lutam pela "vitória", esse dorme descansado, sabendo como sabe que não a terá de Pirro. Nunca. Não era o JG que citava o camarada Mao? Isto está tudo excelente e não duvido que o senhor Louçã seja intímo dos clássicos (incluindo cartilhas).

Paz

Anónimo disse...

Trata-se de facto de um tipo reles. Acusar uma bancada toda pelas tropelias ainda não julgadas num banco é como acusar uma família inteira por um filho tresmalhado.

Mani Pulite disse...

AGORA QUE PUBLICARAM A CARTA DO CAVACO DANDO A ORDEM DE VENDA DAS ACÇÕES IMPORTAM-SE DE PUBLICAR A TRANSCRIÇÃO DAS ESCUTAS DO SÓCRATES COM O VARA?JÁ AGORA,A CARTA FAZ PARTE DO PROCESSO BPN OU COMO É QUE FOI OBTIDA?É ASSIM QUE SE PAGAM AGORA AS BANDEIRADAS?

antónio chuchado disse...

Alegre, o trovador/candidato, anda preocupadíssimo porque, parece, não saber explicar o mistério do dinheiro que recebeu da publicidade que fez.

Talvez fique a saber onde 'mora' o 'graveto' se perguntar "ao vento que passa".

O prof. Cavaco Silva diz, e bem, que já não fala mais sobre o assunto BPN: o vate Alegre, se fosse esperto, devia seguir-lhe o exemplo.

antónio chuchado

Anónimo disse...

Este é aquele bloquista, homem de esquerda convicto, que vive num T5 na Duque de Loulé...

PB

João Sousa disse...

JG faz uma comparação entre Louçã e uma varejeira. Andando Louçã a tentar empoleirar-se publicamente na Campanha (de) Alegre, a comparação faz ainda mais sentido.