25.1.11

POBRES ESQUIZOFRÉNICOS


Quem aterrasse em Portugal nas últimas 48 horas e visse as televisões, ouvisse as rádios e lesse os jornais poderia pensar que Cavaco Silva não foi reeleito Presidente da República. Pobres esquizofrénicos, estes opinion makers sorteados na farinha Amparo.

14 comentários:

antónio chuchado disse...

Mas foi, e 'isso' é o que lhes doi.

Ainda bem.

antónio chuchado

Anónimo disse...

É verdade.

O país continua na mesma.

Os debates continuam e os paineleiros continuam nas televisões a perorar.

O Presidente?

Já ninguém se lembra.

Não é relevante...

Anónimo disse...

Mas será possível que pessoas esclarecidas ainda percam tempo a acompanhar a náusea dos debates/análises/interpretações dos resultados?

observador disse...

É verdade, quase que não dei por isso!!!!

Afinal aquilo no Domingo era para eleger um PR!!!!!

Estou supreso, ainda não caí em mim.

Mas afinal elegeueu-se quem?

Anónimo disse...

O manicómio está em auto-gestão.

Anónimo disse...

Ora vejamos... uma aposta. Qual a próxima legislação fracturante a passar? Adopção por homossexuais?

Anónimo disse...

Venceu o mal menor, não sendo possivel escamotear o facto de que o numero de portugueses que nele votaram é bastante pequeno (é o presidente eleito com menos votos até hoje, ao que dizem). Tem a legitimidade que as eleições que o regime organiza para preenchimento de cargos politicos conferem a quem as ganha, mas não se pode apresentar ao país como alguem que tenha consigo a maioria dos portugueses, porque de facto não tem, como claramente estas eleições demonstraram.
Ficar em primeiro não é tudo, em termos de conquista de autoridade natural para ser escutado pelo país, sendo o numero de votos obtidos indiferente apenas de um ponto de vista de obtenção de legitimidade regimental para ocupar um cargo na hierarquia da situação.

Cáustico disse...

Se Portugal já é um circo permanente,com palhaços de todo o tipo e de lábia nojenta, o que é que esperavam no dia 23 e seguintes?

Anónimo disse...

Fico com a impressão que este regime que o PS criou nos últimos anos é de tal modo perfeito a produzir imbecilidades e coisas indefensáveis que acabou por se tornar o ideal para o nascimento de uma classe de paineleiros eternos, produzindo não só em qualidade como em quantidade um acervo de poucas vergonhas, mentiras e incompetências que a actividade do comentário está mesmo garantida.

joshua disse...

Hoje [ontem] foi dia de Eusébio e de Carlos Silvino e isso resume-nos.

rmvsantos disse...

Viva João.

De facto, a avaliar pelos comportamentos, estão em profunda ressaca (eleitoral), ainda na pré-fase da lembidela das feridas.

Pelo meio ainda vieram uns puxões de orelhas da "Cabana do Pai Soares".

A

Rui

PS. Não deixa de ser fantástico os tipos do PS ainda insistirem em se enganar a eles próprios. E vai sendo isto que lhes vai valendo,..., de alucinação em alucinação, agora perspectivando-se a recondução do seu admirável líder.

João Gonçalves disse...

Amigo Rui - aqueles que votaram no sr. Coelho não possuem grande autoridade moral ou intelectaul para "criticar" a tudologia em vigor já que parte substancial dessa tudologia comunicacional promoveu o mais que pôde o dito Coelho. Estão bem uns para os outros.

rmvsantos disse...

Viva João.

O que se critica através do candidato Coelho, é exactamente o monolítico "bloco central", sejam eles mais à esquerda ou mais à direita.

De resto, por mais sociologos ou politologos que o queiram justificar, essa é uma realidade que de futuro alguém vai ter de aprender a (con)viver.

A

Rui

Anónimo disse...

O Coelho é a cobaia do nosso Tea Party. (Vá vão à procura...)