23.1.11

A "OBRA"

Se esta noite houver um vencedor, este tem a estrita obrigação de exigir consequências políticas relativamente ao que sucedeu com o acto eleitoral "graças" à "obra" informática do governo. E a CNE deve ser toda sumariamente varrida.

15 comentários:

Anónimo disse...

Obra muito, este governo, obra tanto que temos o país cheio de merda! Isto não é, no entanto, um erro. É o desemprego para os caciques que se foram encarregando das fraudes e dos roubos que este país foi vendo ao longo das décadas. Agora, há programas informáticos que tratam do assunto, com mais eficácia, sem as hesitações imbecis dos paus mandados do "sistema". Aí está o último dos anti-candidatos que Cavaco Silva tem de enfrentar: a abstenção, artificialmente inflada, de forma rasteira mesquinha e sabuja, pelos arquitectos do regime.

PB

Anónimo disse...

Passará pela cabeça de alguém que quem decide politicamente a mudança para o cartão do Cidadão e do número de eleitor não pensa logo que as pessoas vão necessáriamente ter este problema ao votar? Ou querem convercer-nos que somos governados por atrasados mentais inimputáveis que não se lembraram de publicar anúncios nos principais jornais?

Anónimo disse...

João...acredita mesmo que Cavaco Silva fará seja o que for, relativamente a eventuais tentativas de manipulação/fraude eleitoral?...Nem que essas tentativas tivessem sido numa escala dez vezes maior do que a que parece ter ocorrido, Cavaco Silva faria fosse o que fosse...como aliás o João Gonçalves muito bem sabe. Deixe-se portanto de ser hipocrita João...

Anónimo disse...

Este assunto é prova que a obra do governo foi um cagalhão na tola dos eleitores.

Percebemos agora o significado das reformas de Sócrates -- 6 anos a obrar em cima dos portugueses.

Puta que os pariu Sócrates e os seus eleitores!

São todos uns cagalhões de merda!

Anónimo disse...

Será que é desta que o dito cujo e a matilha vira-latas dele são corridos?

O motivo é logístico e operacional... Qualquer dia, o "govermo" não só erra no cálculo dos vencimentos dos funcionários públicos, como se "esquece" de os pagar (por falta de dinheiro ou por um motivo simplex como este).

PC

Anónimo disse...

Nesta noite eleitoral o único vencedor é José Sócrates.

Apostou tudo na abstenção e na desvalorização destas eleições.

Qualquer que seja o PR que venha a ser eleito, este estará muito diminuido politicamente.

Vamos ter Sócrates até 2017...

É a vida!

Anónimo disse...

ACABOU!

Anónimo disse...

Menos de 60% foi derrota!

PB

Carlos Dias Nunes disse...

Falhou a manobra socretina do boicote à votação por interposto C.U.
É a melhor notícia da noite!

Anónimo disse...

Aquela criatura «Da Literatura», fez um historial das votações para PR. Em 2006, dá 50.58 a Cavaco Silva e 20 e picos a Alegre. Como se pode ver aqui:http://www.presidenciais.mj.pt/#none, Cavaco teve mais de 53% e o célebre milhão de votos de Alegre não passaram de pouco mais de metade desse número, bem como não chegou aos vinte por cento. Para além disso, nas TVs, o comentário que se ouve é que Cavaco Silva, mais coisa menos coisa, perdeu as eleições.
Carlos Rodrigues

Fado Alexandrino disse...

Deixe-me dar-lhe duas novidades.

Comprei bilhetes para o espectáculo dos The Gift na Trindade. Um dia no jornal em rodapé li que tinha sido cancelado e mudado para o Tivoli sem qualquer respeito por quem tinha bilhetes.
É Portugal.

Hoje na mesa de voto fartei-me de rir (cá para dentro). Era esmagador em Benfica a quantidade de velhinhos a votar com o velho BI e o velho cartão de eleitor no meio de grande confusão.
É Portugal.

Acho que, vai calão, bem foderam o bardo.

Anónimo disse...

A agremiação do largo do rato desapareceu. Tomara que fosse para sempre, JG...

PB

Pierrot le Fou disse...

O que aconteceu com o cartão de cidadão é mais uma prova do desleixo exercido pelo governo!
Quase que não votava, por causa da incompetência política!...

Anónimo disse...

Parabéns ao blog.

O Dr. Rui Rio, diz que o Dr. Cavaco, é "o político com mais sucesso nas eleições portuguesas, tirando o Dr. Salazar"!
O Dr. Cavaco é um fenómeno eleitoral!

Tem sido o Dr. Cavaco a ganhar, e o país a afundar-se, irremediavelmente, desamparadamente.
O Dr. Cavaco é um fenómeno de incompetência!

O sucesso do Dr. Cavaco, tem sido a desgraça de Portugal.

O Dr. Cavaco é a cara da nossa decadência, e da nossa ruína!

Os sentidos pêsames ao país.

Cáustico disse...

Se houver culpados, cheguem-lhes e bem.