7.5.10

OS NOVOS PIDES


As escarretas anónimo-corporativas ao serviço do regime protagonizado, nas palavras deles, pelo «pacóvio» de Vilar de Maçada, entre as habituais baboseiras kim-il-sunguianas de recém "especialistas" em economia, já não escondem o ódio reaccionário a Cavaco. É melhor assim, às claras, apesar da persistente cobardia falaciosa de coisas como "miguéis" ou "joões", uma espécie de mini-pide socialista da blogosfera, para encobrir caras que nem para levar uns bons tabefes servem.

Adenda: Outro que podia ser convidado a debitar naquela kim-il-sunguiana coisa em forma de blogue, é o fatal Frei Bento socialista. Raramente o leio porque não aceito membros da Igreja que em vez de viverem a sua fé na radicalidade que os tempos exigem, preferem tomar chá e bolinhos com os que mais a desprezam e espezinham em nome do pior farisaísmo. Eduardo Cintra Torres, no Público: «É tanto mais estranho que Frei Bento condene as notícias "depressivas" quanto a religião cristã se fundamenta numa tragédia que, em cada eucaristia, os fiéis recordam e vivem. Compete à religião superar a tragédia em cada celebração eucarística, mas aos profissionais da informação compete apenas dar notícias sobre o estado da nação e mostrar a democracia e a liberdade a funcionarem no Parlamento. Não lhes compete esconder notícias sobre o estado do país e os trabalhos das comissões, por magros que sejam e por ineficazes que sejam os deputados inquiridores (e não "inquisidores", como lhes chama o nosso dominicano, provavelmente por lapsus linguae).» Lapsus linguae, Eduardo? Bento é um Melícias sem BMW regimental. Nada mais.

4 comentários:

Anónimo disse...

Como prova o episódio do roubo que não é roubo, no momento do desespero vale tudo e provavelmente as presidenciais vão ter episódios feios, azedos e sujos.

Anónimo disse...

Um dominicano a chamar outros de inquisidores? Que ironia.

Jacinto disse...

"Pacóvio",o indigente intelectual que ocupa S.Bento?
Caridade a sua ,Doc - "aquilo" é mais para o "labrostas"...

carol disse...

"Novos Pides"? My goodness! Já se esqueceram do que eram Pides, não?