24.5.10

«LOGO SE VERÁ»

Ouvi e vi, juro que ouvi e vi, o chamado líder da oposição - que acumula com a presidência do PSD e com uma pasta indistinta no governo - a afirmar que a retroactividade das leis fiscais (a propósito, não há nenhuma que permita despachos e portarias com o teor que tem vindo a público pelo que, originalmente, presume-se que o parlamento legislará lá mais para diante "à medida" daqueles) é uma questão técnica a delucidar pelo governo (o tal que ele integra a partir do covil à Lapa) e que "logo se verá". Se isto não é puro arrivismo irresponsável, é o quê? Ou ninguém, estilo Miguel Sousa Tavares, lhe explicou o que é que, em tese, distingue um Estado de direito, por exemplo, da Somália? Ou Passos está, afinal, fascinado pela Somália como Ângelo pelo Médio Oriente? Tem algum mérito em pensar que vive na Somália mas com vista para o Tejo (como Sousa Tavares, aliás, que é viajado) - o que revela um módico de realismo. Não convém, contudo, abusar.

10 comentários:

Anónimo disse...

Deve haver por aí muitos militantes do PSD de mão na testa.

floribundus disse...

o passos, sub-produto do 'angelo da guarda',

fala por falar

melhor que estivesse calado

Anónimo disse...

Excelente juris-imprudência.
O «salut», historicamente, vem-nos do Norte. E há qualquer coisa que parece mexer no Norte.
Força !

antónio chulado disse...

Passos é o sr. (não confundir com Senhor dos Passos) que angaria votos para o 'pavão de S. Bento'.

Pelo menos, é o que parece e, o que parece tem 'alguma' força.

Estamos e continuaremos lixados ... ou pior.

a.c.

Kruzes Kanhoto disse...

O Pedro Parvus Coelho não tirará, ao contrário do que pensa, qualquer vantagem desta aliança com o governo. Pelo contrário, o Sócas vai fazer-lhe um lindo enterro...

Mani Pulite disse...

NINGUÉM ACREDITAVA QUE TAL FOSSE POSSÍVEL .PIOR É IMPOSSÍVEL DIZIAMOS.ESTÁVAMOS REDONDAMENTE ENGANADOS POR UM EXCESSO DE ANGELISMO.HAVIA MESMO PIOR.PIOR QUE O MENEZES SÓ MESMO O PASSOS.

Anónimo disse...

parvus é pequeno, mas sim, também serve

Joaquina Mª Abundância no Presépio

ricardo disse...

Cada um que vem é pior que os anteriores.
Princípios não têm nem sabem do que se trata.
Só têm conveniências e interesses.

v disse...

Admiro o seu esforço em tentar extrair pensamento da cambada de saloios incongruentes que ocupou a Política nacional. Acho graça até. Como se fosse possível, mesmo com cacetada verbal, ilustrar aquelas aventesmas. Não é possível. Não dá. Mais vale mudar de vida, e deixar o formigueiro para as formigas. No fundo Bourdieu tinha razão: estamos a falar de coisas que nos transcendem, e no fundo há uma lógica de sobrevivência entre os diversos habitus. Essa lógica ninguém pode conquistar. Aqueles que percebem o filme, devem remover-se dele por imperativo moral.

Anónimo disse...

PPC demonstra, menos de dois meses depois de eleito, que:
1. Não tem preparação para ser presidente do PSD, quanto mais para PM;
2. Ele próprio não sabe o que há-de fazer, não tem a mínima ideia de como actuar;
3. Aceitará de bom-grado, dentro de poucos meses (e em nome da salvação nacional da iminente bancarrota) ser vice-PM do Eng.º Téc. Pinto de Sousa.