25.11.10

REALISMO IRONISTA


Até o Medeiros Ferreira já trocou o "país de eventos" pelo "país de telenovelas" em que isto tudo se tornou. O que só abona o seu realismo ironista, algo que nos faz tanta falta como o dinheiro, um De Gaulle ou um Mitterrand. Isto trinta e cinco anos depois do 25 de Novembro.

5 comentários:

joshua disse...

É a bitola geral nivelada por cada vez mais baixo.

rmvsantos disse...

Viva João.

Este teu post fez-me recordar Freud:

"E, finalmente, os grupos nunca ansiaram pela verdade. Exigem ilusões e não podem passar sem elas. Constantemente dão ao que é irreal precedência sobre o real; são quase tão intensamente influenciados pelo que é falso quanto pelo que é verdadeiro. Possuem tendência evidente a não distinguir entre as duas coisas."

Freud, 1921, p.104

A


Rui

Anónimo disse...

Obrigado pela ideia de publicar uma foto da única personalidade política(?) merecedora de crédito neste triste país.

Anónimo disse...

Personalidade militar!

Garganta Funda... disse...

Hoje é 25 de Novembro.

Um dia grande para o General Ramalho Eanes.

Contudo hoje o Correio da Manhã noticia:

«Coronel louvado, suspeito de burla.

Jaime Neves comprava material de manutenção para o Exército a preços elevados para favorecer amigos. Militar recebe 3700 euros de reforma»

Será o militar do 25 de Novembro que estou a pensar?

Ou Portugal tornou-se uma Calábria atlântica?

Aguardo confirmações ou desmentidos.

Estou «menente»!