30.11.10

NÓS POR CÁ


O Banco de Portugal aconselha a banca comercial a arranjar mais e outras formas de financiamento. Aparentemente as "tradicionais" estão fartas de dar para o peditório para além de "tesas". Por outro lado, os accionistas, à partida, também não estão melhor. É um círculo vicioso? É. Roubini ainda tem muita literatura pela frente. Não por nossa causa, evidentemente. Mas porque, periféricos, pobres e inconfiáveis, sempre damos pelo menos para um gráfico ilustrativo. Ontem, na rtp, Daniel Oliveira, um arrogante corifeu do regime, exibiu um, gigantesco, provavelmente destinado a tentar apoucar Medina Carreira que está farto de demonstrar quando é que crescemos e quando é que começámos a cair sem remédio. Foi uma pulhice inconsequente e ouvida com a reverência que os Karamba regimentais sempre despertam nem que seja a título de lixo tóxico doméstico. Já faltou mais para ver quem tem infelizmente razão.

6 comentários:

rmvsantos disse...

Viva João.

Amanhã vou de Pinhal Novo (onde moro) a Badajoz.

Motivo: Compras com que faço com a regularidade de 2 em 2 meses.

É caso para dizer que a fronteira espanhola está a 30 km de Lisboa.

É deixar falar os Daniel's Oliveira's que a gente vai discretamente tratando da nossa vidinha.

Se eles querem assim, porque razão não há-de ser assim. :D

A

Rui

S.C. disse...

Engraçado! Vimos, certamente, programas diferentes. Não vi arrogância nenhuma (indignação, sim!)em Daniel Oliveira, independentemente de concordar ou não com as suas ideias. Vi, sim, uma imensa arrogância no jovem sabichão Miguel, cheio de si, contentinho e saltitão a querer dar lições de economia a uns muito serenos professores a quem parecia querer mostrar superior sabedoria, bem educados o suficiente para não replicarem no mesmo tom. E classificar de pulhice a apresentação por Daniel de Oliveira de um gráfico a chamar a atenção para a realidade dos factos, quando Medina Carreira fez dos inúmeros tempos de antena que lhe oferecem uma já patética exibição de gráficos destinados a sublinhar as suas teses que depois não explica a não ser para dizer que está tudo mal e são todos uns incompetentes.... é uma opinião, claro!

Carlos Dias Nunes disse...

E que dizer daquele inenarrável José Castro Caldas, com a cabeça cheia de areia, que se permite catalogar de antidemocrata quem quer que lhe apareça pela frente com uma ideia?

joshua disse...

O Daniel Oliveira até diz umas coisas.

Anónimo disse...

Isto agora vai.

Os deputados do PS querem por toda a gente da AR a beber água da torneira.

observador disse...

Creio que o Banco de Portugal devia lembrar aos bancos que, a maneira tradicional, histórica, etc , de se financiarem era e é ATRAINDO DEPOSITOS DEVIDAMENTE REMUNERADOS ...para depois empretarem.

É certo que não gerará lucros para prémios de gestão maravilhosos, como geraram os ACTIVOS TÒXICOS para os brilhantes gestores...

Creio que disto, nem o Medina de serviço se lembrou ...

Elementar meu caro Watson ....