21.11.10

NÃO HÁ VACAS SAGRADAS


Numa conferência qualquer, com três sibilas do regime - Cravinho, Barreto e Rui Rio -, este último deu como exemplo da desconsideração pela classe política a alegada conivência com ela (a desconsideração) por parte dos tribunais, especialmente o da Relação do Porto que, em tempos, não permitiu que se condenasse um jornalista que, em artigo, lhe chamou "energúmeno". Rio julga que o epíteto não pode ser dirigido ao pessoal político. Engana-se. Como escrevi na altura, «pretender que existem vacas sagradas só porque são eleitas é um mau sistema. Nem as vacas são sagradas - não existe tal - nem a circunstância da eleição representa bondade de per si. O regime - do topo às juntas de freguesia - está prenhe de gente irrelevante, medíocre e esquecível que não o deixa de ser tal por ter sido eleita. Não é o caso de Rui Rio o que lhe confere maiores responsabilidades em não espremer esta teta seca. A liberdade de expressão, a crítica e a acrimónia fazem parte do pacote democrático.» Se Rio não percebe esta evidência, meta explicador ou desista de fazer política.

9 comentários:

Carlos Azevedo disse...

Rui Rio foi mais longe: afirmou - eu estava na tal conferência, pelo que ouvi com os meus ouvidos - constatar, com desgosto, que actualmente a imprensa persegue mais os políticos do que antes do 25 de Abril - chegado a este ponto, penso que não vai lá com um simples explicador.

joshua disse...

Rui Rio pertence a uma escola de rigor, frugalidade e é sério. Não deveria empertigar-se com o que se diz ou o que se escreve.

Anónimo disse...

É um prazer ler análises como a deste post mas é triste que opiniões assim caiam normalmente em "saco roto".
De resto, quanto à democraticidade do Rio (pessoa com alguns méritos) ele próprio se encarrega com frequência de demonstrar que não a tem verdadeiramente.

observador disse...

Caro João,

Enganei-me, na resposta que não publicou.

Afinal, há jurisprudência em Portugal, pois este caso enérgrumeno deve ter feito jurisprudência para o caso do Caralho, e sem pareceres....

Mani Pulite disse...

AINDA NÃO PERCEBEU QUE UMA PARTE SIGNIFICATIVA DOS POLÍTICOS PORTUGUESES SÃO UNS CRÁPULAS E COMO TAL SÃO VISTOS PELO POVO PORTUGUÊS QUE NÃO ESTÁ MAIS DISPOSTA A PAGAR PARA ISTO.

v disse...

"Se Rio não percebe esta evidência, ..." É um energúmeno.

Anónimo disse...

rui rio tira pendões a apelar à greve. estamos conversado qt a méritos em relação à liberdade de expressão.

Anónimo disse...

Então e o Cravinho, responsável máximo do buraco das SCUTS, todo lampeiro a dar lições sobre os mercados e a desconfiança destes?

hajpachorra disse...

Esse beócio do Rio devia era ser condenado a ler Aristófanes. Para aprender o significado da palavra democracia.