8.11.10

24 HORAS NA VIDA DO NOVO CANTÃO CHINÊS


Segunda-feira, o primeiro de dia de uma semana em que Portugal está mais "chinês". Os fãs e contra-fãs digerem o jogo de ontem, uma catarse que dá para aí até quarta-feira. A D. Júlia Histérica Pinheiro continua a tomar conta da sua casinha recheada de gente do mais fino que há. Uma rapariga de casaco de cabedal, da sic, "namora" Moura Guedes para Carnaxide (ah, o preço certo não é só na rtp). Com um bocado de sorte, a D. Fatinha Campos regressa à noite com mais uma sessão de demiurgos e de especialistas em ponto-cruz político ou económico. Todavia, há, no meio deste viver habitualmente que o Doutor Salazar tanto apreciava, uma coisa boa. A temporada 7 de House começa na FOX, às 21.30, daqui a oito dias. A sua frase favorita aplica-se, como uma luva baratucha, a este novo cantão chinês - everybody lies.

15 comentários:

Anónimo disse...

Excelente 'post' Dr. Gonçalves; especialmente a parte da "rapariga de casaco de cabedal". É que no jornal parecia mesmo que Manela falava e galhofava com um taxista...
Quanto ao House, pensava que era só dia 15.

Ass.: Besta Imunda

Fado Alexandrino disse...

Meia dúzia de frase e está feito o nosso retrato.
Que rasteirinhos que somos.

Anónimo disse...

Cantão chinês?

Acho muito precipitada essa conclusão...a menos que tenha acesso ao offshocrates onde são depositadas as condições de preferência.

Ainda agora começaram a barganha.
Esteve cá sir Chavez que decerto deixou a proposta em carta fechada.
Faltam ainda as do sr José Eduardo dos Santos e do amigo Kadafi.
Só no escrutínio se saberá quem venceu.
Fica a certeza de que no final ganhará sempre a cracia do demo!

Anónimo disse...

Francisco Louçã exige que Cavaco Silva e Manuel Alegre tomem posição sobre a alegada venda do porto de Sines á Republica Popular da China
http://www.esquerda.net/artigo/bloco-contra-venda-de-parte-do-porto-de-sines-empresa-chinesa

Karocha disse...

E o juro está neste momento a 6.9 %

Karocha disse...

http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=1705852

Garganta Funda... disse...

Estamos em pleno Processo de «Cantãonização» em Curso.

Um cantão para a China; outro para Angola; outro para a Venezuela; outro para a Libia,etc.

Quem dá mais?

(Nunca fez tanto sentido os Açores serem independentes antes que Lisboa os arrematem nalgum leilão onde possa estar o Putin ou Hu Jintao...).

Anónimo disse...

Substitua-se Jacob Zuma por José Socrates e Africa do Sul por Portugal e tem-se uma boa descrição do problema português:

"The danger to South Africa is not Jacob Zuma, but a citizenry capable of entrusting a man like him with the Presidency. It will be far easier to limit and undo the follies of a Zuma presidency than to restore the necessary common sense and good judgement to a depraved electorate willing to have such a man for their president. The problem is much deeper and far more serious than Mr. Zuma, who is a mere symptom of what ails South Africa. Blaming the prince of fools should not blind anyone to the vast confederacy of fools that made him their prince. South Africa can survive a Jacob Zuma, who is – after all – merely a fool. It is less likely to survive a multitude of fools such as those who made him their president."

Anónimo disse...

Francamente, e ao ponto a que isto chegou, não sei se não seria melhor sermos todos chineses ou no mínimo espanhóis!

Anónimo disse...

http://housemdvideos.com/season7.php Pode adiantar trabalho. Como aperitivo...

Anónimo disse...

Que saudades do imperialismo americano... E até do soviético!

PC

Anódino disse...

Os primeiros 5 episódios estão disponíveis no portugalseries.

Anónimo disse...

Se venderem o Porto de Sines á China, até quem lá trabalha vai para a rua.
O josé Ed. dos Santos deu linhas de caminho de ferro de Angola para os Chineses construirem,trouxeram os escravos da china para trabalharem 15h por dia por uma fatia de pão, e os pobres Angolanos,nem empregos tiveram.

joshua disse...

Everybody lies, mas alguns tornam-se exímios aldrabões, o que é diferente.

Justiniano disse...

E "people dont change". Valha-nos isso!!