8.5.10

TALENTO E ESCRITORES


Agora que está aí a feira do livro e que, a cada canto, somos surpreendidos por um "escritor" ou por uma "escritora" que não sabíamos que eram respectivamente um escritor e uma escritora, parecem-me oportunas as palavras de Gore Vidal recordadas num jornal de hoje. «Não basta ser bicha para escrever (o vidaliano conceito de bicha pode ser alargado, entre nós, para gira ou giro de cara, jornalista, apresentador de televisão, blogger, político, ex-amante, etc., etc. para além de bicha propriamente dita). Por incrível que pareça, é preciso talento também

13 comentários:

Ermelinda disse...

Essa teoria de que "é preciso talento também" ainda não foi demonstrada, e aparecem cada vez mais indícios de que não é assim.
Se isso é verdade, como compreender então o sucesso de um Miguel Sousa Tavares, de um Paulo Coelho, de uma Inês Pedrosa, ou até de um Manuel Alegre?

GAVIÃO DOS MARES disse...

Mas o 1º requisito é ser bicha"?
Se assim é a Ermelinda tem razão "Se isso é verdade, como compreender então o sucesso de um Miguel Sousa Tavares, de um Paulo Coelho, de uma Inês Pedrosa, ou até de um Manuel Alegre?"

João Gonçalves disse...

O contexto da frase de Vidal era o aparente sucesso de certos escritores nos EUA, não por causa do talento (a frase de Vidal é obviamente uma ironia), mas por causa de uma conspícua exibição homossexual. Apenas isso que pode perfeitamente ser transposto, cá ou em qualquer parte do mundo, para outras coisas.

Harry Lime disse...

Ironico que um blog que exibe, com orgulho, presumo, a foto do Papa contenha tambem citacoes do Gore Vidal... Posso-te dar mais algumas se quiseres. ei-las:

1.The idea of a good society is something you do not need a religion and eternal punishment to buttress; you need a religion if you are terrified of death. [Gore Vidal]



2.I'm a born-again atheist. [Gore Vidal]

Harry Lime disse...

Mais uma para ajudar 'a festa:

3.Once people get hung up on theology, they've lost sanity forever. More people have been killed in the name of Jesus Christ than any other name in the history of the world. [Gore Vidal, from Secular Humanist Bulletin (Summer 1995)]

Harry Lime disse...

E por fim mais duas:

9.Christianity is such a silly religion. [Gore Vidal, in Time magazine, September 28, 1992, p. 66, from James A. Haught, ed., 2000 Years of Disbelief, Famous People with the Courage to Doubt]



10.I regard monotheism as the greatest disaster ever to befall the human race. I see no good in Judaism, Christianity, or Islam -- good people, yes, but any religion based on a single, well, frenzied and virulent god, is not as useful to the human race as, say, Confucianism, which is not a religion but an ethical and educational system. [Gore Vidal, American novelist, At Home, 1988, from James A. Haught, ed., 2000 Years of Disbelief, Famous People with the Courage to Doubt]

Au revoir... E' pena que as pessoas so' citem o que lhes convem.

PS. Por falar nisso, eu tambem nao vou 'a bola com os sectores mais agayzolados da nossa sociedade.

João Gonçalves disse...

Meu caro Lime, convivo bem com a minha fé e com a liberdade do Vidal. É por isso que, neste blogue, o Papa e ele cabem por igual. São dois homens inteligentes e não dois tolos que coincidem.

Harry Lime disse...

Ok. Entao le o "Live From Golgotha".

Cuidado com os gostos sexuais do S.Paulo. Segundo o Gore Vidal, S.Paulo gostava de sodomizar meninos e Jesus Cristo era um gordo que mal se conseguia mexer.

Nao sei se apos essa leitura a "convivencia entre a tua fe' e a intelegencia do Gore Vidal" se mantem.

E' que sejamos honestos: eu tambem acho o Francisco Louca uma pessoa inteligente e no entanto, nao o consigo ver 'a frente :):):):)

Harry Lime disse...

Alias, ali em baixo demonstras uma muito pequena propensao para o convivio com a inteleigencia do Vasco Pulido Valente...

O que me deixa perplexo porque, em materias de literatura e de religiao (especialmente neste ponto), a opiniao do VPV 'e a mesma da do GV.

Mais uma vez quer-me ca parecer que as citacoes sao so' para as ocasioes.

João Gonçalves disse...

A publicação destes comentários de alguém que me trata por tu sem me conhecer de lado algum, só comprova caridade, crsitã ou não cristã. Mas como não sou da "linha dar a outra face" (sou mais de dar na face), acabam aqui os jogos florais.

Karocha disse...

http://infamias-karocha.blogspot.com/

tiago menor disse...

João Gonçalves,
acho que até deixou o tal Lime glosar de mais...
A verborreia dele fede, mesmo à distância...
Mais um porcalhão a querer meter-se, subrepticiamente, com a Igreja e os católicos. Estes gajos aparecem sempre que a canalha que os comanda toca o cornetim para atacar...
Enfim, dois mil anos de assaltos constantes e insidiosos, mas Cristo não falha nas promessas: estará com a Sua Igreja até ao fim dos tempos...
Paz e Bem.





1

Anónimo disse...

O bichedo é, para pessoinhas férteis e sábias como câncio, um atributo que, precedendo algo ou alguém, transforma logo esses algos de vulgares em interessantes; mesmo que estejamos a falar de desentupidores de fossas ou apanhadores de cagalões.

Goucha, Júlia Pinheiro ou Fátima Lopes também acham o mesmo.

Ass.: Besta Imunda