23.2.10

OS LADOS DO SEGREDO

Uma das mais altas protagonistas da PGR sugeriu que os seus colegas fossem escutados para combater a violação do imbecil "segredo de justiça". Só não esclareceu a que lado do dito "segredo" se referia. Se ao bom, se ao negro.

5 comentários:

Eduardo F. disse...

Ao alto protagonismo alia-se o não menos alto disparate. Valer-nos-á o Altíssimo?

caozito disse...

Será o "segredo de justiça" o 'culpado' da situção catastrófica em que se encrontra 'isto', a que insistem chamar de país ?

É moléstia que transita do século passado e que, talvez e com sorte, se resolva no próximo milénio.

Tempo perdido ? Não: só perda de oportunidades.

radical livre disse...

Lisias discursou
em defesa da morte de um inválido

estes inválidos
são validos
dos que valem

que descansem todos em paz e que o Senhor os acompanhe

S.C. disse...

E não há quem explique à senhora que está ali (na PGR) para trabalhar em benefício da res publica e não para se armar em vedeta de tv?

LUIS BARATA disse...

A Sra.PGA fala muito e acerta pouco. Será que foram os magistrados de Aveiro que avisaram os arguidos do "Face Oculta" de que estavam a ser escutados? Não me parece.
Mais do que o que escorreu para o "SOL", interessa saber é quem violou o segredo de justiça avisando os arguidos,pois isso é que efectivamente prejudicou a investigação.