1.5.10

OVIBEJA OU O ANIMAL QUE RI DE NÓS


A Ovibeja é uma espécie de MoMA para certos portugueses. Não há político que se preze que não corra ao evento, da esquerda à direita. O dr. Portas, por exemplo, há muito que trata os animais e os donos dos animais da Ovibeja, vivos ou mortos, por "tu". Já Sócrates, mais dado a restaurantes italianos em hotéis de luxo de Lisboa, suporta mal o cheiro da bosta e alguns visitantes da Ovibeja sentem precisamente o mesmo em relação ao homem. Mesmo assim, andou por lá a explicar a bondade do TGV e do betão entre restaurantes, transeuntes e feirantes. A coisa não correu bem. A coisa vai correr mal.

4 comentários:

Anónimo disse...

O foliculário sócrates devia ter poupado os pobres animais, da mui-nobre OviBeja, ao seu fedor.
Ao pé dele até o "esterco do demómio" parece Channel nº5.

Pelo Apóstolo João,
Besta Imunda

Anónimo disse...

João Gonçalves. Seja optimista, não seja tão ácido, com tanto rancor e desalento. Isto tudo ainda vai acabar bem, como no último filme de Woody Allen. Anime-se, rapaz. Distraia-se. E, sobretudo, não pense e descanse essa cabeça.

Fado Alexandrino disse...

A coisa não correu bem.

Não é bem assim.
Para quem viu a RTP1, a nossa a do povo, houve o cuidado de cortar os apupos.
Não ficavam bem.

Javali disse...

Ahahah.