2.5.10

OS ANIMAIS NOS CURROS

É pena que os "tomates" que os grunhos da bola exibem colectivamente à beira dos estádios, não existam quando é mesmo preciso tê-los. Por isso, toda a bastonada policial que cair nos costados destes porcalhões é pouca.

8 comentários:

Anónimo disse...

Só se perdem as que caírem no pavimento!

Nuno Castelo-Branco disse...

Há uma solução. Numa futura "situação" democrática, black-out total quanto ao "bolês". Simples, eficaz e sobretudo, didáctico. Trata-se de estabelecer o sentido da hierarquia das coisas.

JMV disse...

Polícia como educadora. Uau. João Gonçalves a Ministro da Educação já!

Anónimo disse...

São gente desenquadrada, sem mais nada para além da merda da bola, sem generosidade individual, ou coragem pessoal. A maior parte, putos alarves e sem educação. Fazem em bando o que jamais fariam sós. São também matéria prima de grande qualidade para os pífios uliganismos anti-crise que sindicalistas de trazer-por-casa não deixarão de explorar nos próximos tempos. Da mesma massa se fazem.

Ass.: Besta Imunda

Merkwürdigliebe disse...

"Boa lição (...) de meu preceptor, com não ser pelos verdes nem pelos azuis e a ser indiferente a escudos longos ou mais curtos."

São as fartas tetas da puta da alienação. Utilíssima em Regimes assentes na lama e muitas repúblicas das bananas.
Quando houver problemas a sério, a turbamulta revoltosa principiará pelo futebol, tenho dito (ora se na Grécia cenas de guerra recentes entre claques rivais até vieram concretizar a minha velha teoria para este quintal).

Nuno Castelo-Branco disse...

Como se dizia há uns cem anos, "isto acabará com uma revolução ou com um crime". Matéria prima não falta.

rmvsantos disse...

João.

Mas cuidado, não batam muito no hifém que ontem alegremente e estrategicamente se posicionou ao lado de Pinto da Costa no Estádio do Dragõ.

O seu sentido de oportunidade eleitoral (a de Coelho) e do Pinto da Costa está agora apuradissima, o que o posiciona quiçá para novos e proveitosos voos de muita vaidade.

Igualmente "quiçá", para Presidente da Liga, da Federação ou, como "perdigão que perdeu a pena" a Secretário de Estado da Juventude e Desporto, prestigiada função de comissariado politico para a juventude.

Com sinais evidentes de fumo (em)branco, "Habemus Papa".

A

Rui

Anónimo disse...

Queira perdoar mas creio que o que diz dizer foi:

"OS ANIMAIS FORA DOS CURROS"