13.5.10

DOS VENDILHÕES


Alguns leitores deste blogue imaginam que, por ser católico, tenho de ser complacente com os vendilhões do templo. Deviam saber que, a esses, Jesus não trouxe a paz. Expulsou-os do templo. A minha insignificante prosa é a homenagem que faço a esse momento também ele fundador da fé. Se Portugal está genericamente na mão dos descendentes desses vendilhões, em versão mais sofisticadamente rasca, devo poupá-los? E eles, poupam-nos? Ainda hoje, dois deles, encontraram-se em Lisboa, à sucapa, aproveitando a presença do Papa em Fátima e a circunstância de as atenções para lá estarem viradas, para decidirem o futuro próximo das vidas dos outros. Se algum leitor vê esperança em gente desta, então está enganado acerca da autêntica esperança que salva. E ainda mais engando está acerca da liberdade. Da dele, leitor, naturalmente. Os vendilhões, quando muito, só tentam salvar-se a eles mesmos. Nada dão a ninguém - nem esperança, nem liberdade. Dar-lhes luta é, pois, um dever cívico, de esperança e de liberdade indeclinável. Vem nos livros.

12 comentários:

Nelson Marques disse...

Nem mais.

Seria todo um programa - decerto inútil - explicar a essa gente que, para além da Fé, da Esperança e da Caridade, dons de Deus, o Homem, para se aguentar nas canetas do alto do seu livre arbítrio, precisa da Coragem, Temperança, Prudência e, lá está, Justiça.

Sem as primeiras nunca se poderá contar com as segundas.

...agora, tenho que recolher ao meu buraco, que fiquei tonto...

Paz

Anónimo disse...

O vendilão mitómano e o vendilhão manequim encontram-se cuidadosamente no ruído de Fátima e da tolerância de ponto para tentar, apenas, conservar o cenário onde são actores. Tudo se resume a aparência.

Ass.: Besta Imunda

Alex disse...

Pelo pouco ou nada que o meu comentário vale, concordo consigo, João.

Vitor Esteves disse...

Bravo ! Clap..clap...clap
Apesar de muitas vezes discordar do que escreve desta e de algumas outras vezes estou de acordo consigo.
Na mouche.

Alves Pimenta disse...

Ou muito me engano ou temos de passar imediatamente a uma fase superior de luta, como era uso dizer-se.
Resta é saber se ainda "os" temos no sítio, para lutar como a hora impõe.

Anónimo disse...

Caro Alves Pimenta,

cuidado com "os apelos à violência"! Desde o canal-benfica até ao site da ana malhôa (ou seja: da cloaca-mínima até à cloaca-máxima), os vigilantes dos telefones tudo vigiam e espiam: "a República pode correr perigo!". Sugiro, como forma de luta, partir-lhes os cornos a todos.

Ass.: Besta Imunda

Alves Pimenta disse...

Excelente sugestão, cara Besta Imunda (salvo seja, claro).

Marota disse...

Sr. Besta Imunda, o Sr. é um grande partidor de coisas. Gosto da sua veia moderada. Cumprimentos calorosos daqui da fria Europa do norte. Schnuckiruckituckifutzilucki

Anónimo disse...

Estes dois que Deus os juntou, e que vieram das terras frias do norte, devem julgar-se os supra sumo da inteligência nacional.
Com gente desta estirpe, nós os bombos da festa, miseráveis tugas, que tudo aguentamos (e que foram lá colocados pela carneirada), ainda iremos vê-los a aplicar medidas que tanto criticaram em Salazar.
Este conseguiu equilibrar as finanças delapidadas pela 1ª república nos desvarios de 8 presidentes e, pasme-se!, 45 1ºs ministros. Não sei é se aparecerá alguém com talento, para colar os cacos que estes dois estão agora a
quebrar.
Cps
Scaramouche

Anónimo disse...

Cara Marota,
sincero agradecimento e calorosa devolução de cumprimentos, daqui da esturricada europa do sul - devia dizer antes: da totalmente esfodaçada europa do sul. Infelizmente ainda não consegui partir nada, a não ser todos os dias a minha pobre cabeça. Confesso-me também ignorante para decifrar "schnuckiruckituckifutzilucki": será sueco? dinamarquês? alemão? suomi (ou lá o que é...) ou simplesmente um onomatopaico gracejo? ou um palavrão (duvido!) em islandês? Deve ser minha preguiça mental. Devo também dizer que gosto da sua joaninha: a sua contemplação acalma-me; tal como ver açoitar patifes. Cumprimentos, seu: Besta Imunda

Caro Scaramouche,
Mesmo um novo "mago das finaças" só poderia, agora, praticar o necessário "milagre das finaças" (não inferior aos de Ourique e de Tancos) devidamente apoiado por esquadrões policiais que tivessem a legitimidade de distribuir chibatadas a esmo. Cumprimentos, seu: Besta Imunda

Karocha disse...

Não, não tem JG.

Marota disse...

Estimado Besta Imunda,

Schnuckiruckituckifutziluci é marotês e significa "Um abraço especial para si".

Sua,

Marota