29.1.08

O PLÁSTICO NA POLÍTICA

Mário Soares, Pacheco Pereira e Miguel Veiga estiveram a derramar, não sei onde, sobre Sá Carneiro. Com manifesta melancolia, mostraram a sua acrimónia para com o "marketing" e a obsessão pela imagem na política, e vi - juro que vi - Soares "indignado" contra os "políticos de plástico". Será o mesmo Soares que anda por aí ao colo com actual secretário-geral do partido que fundou, um monumento vivo ao plástico na política?

3 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

A memória é curta e se não me engano muito, a mesma personalidade que derrama as crocodile tears da praxe, muito esperneava com a alegada e inaudita situação de mancebia do ex-líder do P.P.D. E digam lá se a tal Imagem não é tudo?

António Viriato disse...

É por isso que não nos devemos fiar na conversa de Soares. Afinal, ele condena lá fora o que elogia cá dentro. E Pacheco acha que criticar os escandalosos e discricionários vencimentos dos Gestores é fazer demagogia. Não admira que se entendam tão bem...

Rita disse...

Olhe que eu acho que o político de plástico em causa talvez fosse outro. Um que agora é assessorado por Cunha Vaz.
Não se esqueça de que estava na Distrital do PSD de Braga, numa conferencia sobre Sá Carneiro.

E isso tem um significado polítco, ou não?