24.1.08

A WELTANSCHAUUNG PORTUGUESA

«Falta ao país a grande política: falta-lhe uma ideia de continuidade, com ou sem a Europa, entregue a cozinheiros e copeiras, falta-lhe vibração, patriotismo e orgulho nacional; falta-lhe o sonho e o cortar amarras com tudo o que o nos trouxe a esta miserável situação de desamparo, penúria, atraso e baixar de braços. Cabia ao Presidente da República encher o coração dos portugueses, incitá-los à iniciativa, puxar as orelhas a um governo que existe mas não vive. Cavaco não o fará, pois, na lógica da banalidade em que estamos imersos, o que importa é assegurar a reeleição. Os portugueses pelam-se pela morte. O maior desejo dos portugueses é o de estarem mortos, com três palmos de terra em cima e uma jarrinha de malmequeres sobre a tumba. O resto é para Sócrates e para os políticos e as políticas de nenhures.»


9 comentários:

osátiro disse...

Cavaco cumpre o melhor possível as competências constitucionais.
E tem influenciado políticas importantes , como ota, pacto da justiça-evitando o controlo absoluto pelo PS-, regulamentação do aborto...
tem sido fundamental em evitar mais desmandos do governo

Cristina Ribeiro disse...

Os puxões d'orelhas do Presidente ao Governo são risíveis; não passam de palavras ocas, para inglês ver, que não beliscam minimamente a prática do engenheiro; simples palavras de circunstância, esquecidas logo no dia seguinte, a bem da "cooperação estratégica"...

Anónimo disse...

Nem muito ao mar, nem muito à terra ; Cavaco foi muito útil na questão da OTA.
A OTA aliás fez-me perceber, aterrado, até que distância devastadora pode ir a irresponsabilidade de uma «classe política» num sistema supostamente democrático...

Nuno Castelo-Branco disse...

Ora, ora, o Cavaco está a fazer aquilo que interessa aos seus verdadeiros apoiantes, isto é, a banca, a bolsa, as empresas betoneiras e a sôfrega opinião dita pública. Com o sistema republicano já sabemos com o que podemos contar: dissolução quando for mais conveniente à sua clientela e dará a comer ao PS, a broazeca que o venerando Sampaio - agora pretendente a clone da rainha D. Amélia - amassou. esta gente vive obcecada com os escaparates do público, ou pior, do 24 Horas. Haja paciência.

VANGUARDISTA disse...

Cavaco é a encarnação da "banalidade em que estamos imersos"!
Foi ele que nos "trouxe a esta miserável situação de desamparo, penúria e atraso"
Ele foi e ainda é um dos nossos coveiros.

Joshua disse...

Essa Mundividência Portuguesa é Real. Nada nos mobiliza e nada nos congrega porque nunca esteve na mão da República fazê-lo.

É a Hora.

PALAVROSSAVRVS REX

Gante disse...

A cristina ribeiro dixit...Pode ser, para muita gente, difícil de acreditar. Mais ainda porque é mais um - e logo o mais alto cargo político - a contribuir para o bloco inanimado em que nos vamos tornando. Mas as ilusões foram-se há muito. Podemos apenas esperar que os sussurros de cavaco lá vão surtindo efeito...até este governo perder a vergonha de vez.

jb disse...

Não tarda, o povo ainda vai pedir um Sistema Presidencialista...
Nada basta. Enquanto não percebermos o anátema em que mergulhamos, por via do esturpo igualitarista, nunca conseguiremos antever as soluções. "Falta ao país a grande política: uma ideia de continuidade (...)"? Também. Mas primordial é a noção do país que somos. Onde nos encontramos!

Nuno Castelo-Branco disse...

Quantas vezes nos rimos, o Miguel e eu, ao vermos a costumeira lenga-lenga do telejornal. Ou há futebol de forma ininterrupta, ou então as espectaculares chegadas à Portela do Mourinho, são intercaladas por imagens de velhas burkizadas e sem dentes, a debitarem falatório sobre urgências, medicamentos, "espandiloses", "úrsulas no Astômago", alcoolismo "invertebrado" e outras desgraças apetecíveis. Já repararm que vivemos num país onde ninguém está bem? Por exemplo, ao "como estás", respondem-nos quase sempre com o clásico "maisjoumenos" ou "vaissandando". Os três palmos de terra são o cenário que se segue, à falta de uns cãezinhos a roer os despojos. Aahahahah!