17.11.06

É A POLÍTICA, PROFESSOR CAVACO

Cavaco Silva deu ontem à noite a um governo aquilo que, até agora, nenhum outro PR da democracia tinha dado: caução integral. Fugindo da natureza exclusivamente política do cargo que ocupa - unipessoal, de escolha directa - Cavaco parecia ter saído directamente de um ecrã de powerpoint, daqueles a que se reduz o glorioso "plano tecnológico". Não houve um pingo de "política" nas palavras do Chefe de Estado, qual monarca inglês a debitar o "discurso do trono" do "seu" primero-ministro. Ao ir tão longe no comprometimento com o "reformismo" virtual do governo, o Presidente esqueceu-se que precisa das mãos livres para, quando tal for necessário, agir. No dia em que isso acontecer, com que cara é que Cavaco vai trocar os agora contentinhos silêncios mútuos com Sócrates? Digo silêncios porque deduzi das palavras do Presidente que ele aprecia o mutismo socrático como forma de "fazer política". A "cooperação estratégica" não significa reduzir a política e o conflito ao grau zero. O que Cavaco Silva esteve a "explicar", qualquer esforçado secretário de Estado de Sócrates não faria melhor. Para as continhas e para a "modernização" tagarela, Sócrates já lá tem quanto baste. É de política que falamos quando falamos de política. E a política, como a realidade se encarregará de demonstrar a Cavaco, está precisamente no coração do cargo que ocupa. Varrê-la para debaixo da alcatifa, em nome do "espírito reformista do governo", não lhe resolve um problema dos que ele vai ter que enfrentar. Só lhe reduz o espaço de manobra junto de uma maioria especializada em "manobras". É a política, prof. Cavaco, não é a economia.

8 comentários:

Anónimo disse...

exacto.escrevi o mesmo mas por outras palavras não tão eloquentes.

Anónimo disse...

Não tem RAZÃO nenhuma!
Cavaco Silva luta pelo que qualquer Português deseja: a melhoria do País. E essa melhoria não se faz só com política: é agindo, trabalhando, executando, reformando, TRABALHAR! Foi e é este o MELHOR EXEMPLO que Cavaco nos pode dar: TRABALHAR no CONCRETO....porque, para bla,bla,bla, já cá temos muitos....

Anónimo disse...

O país está farto de política, de estrategas, de pessoas que tiram o tapete, de joguinhos de poder, está farto da merda. A política é demasiado importante para ser deixado aos políticos. O país está farto de política à Marcelo rebelo de sousa e Portas.

João Melo disse...

eu cá já tirei o mito de cavaco da minha mente

Anónimo disse...

Anónimo anterior:
Fez muiot bem em tirar o MITO, porque Cavaco, FELIZMENTE, é bem REAL!!!!

Anónimo disse...

Não me parece. Cavaco deixou sempre alguma distância, até própria do seu feitio majestático.

Anónimo disse...

Mais uma vez, excelente post do meu homónimo, com quem estou plenamente de acordo.
Com a devida deferência, vou já linkar este texto no meu modesto espaço.
Um abraço
João Gonçalves (Johnnyzito)

MANUEL BANCALEIRO disse...

Tem um Blog bastante interessante.
Hoje em dia a transmissão de conhecimentos e de opiniões através da blogosfera é algo que os poderes instituídos jamais conseguirão controlar. Força...não nos deixemos manipular...independentemente de divergências ideológicas ...credos ou religiões.
Poderá sempre ler-me em :

http://manuel-bancaleiro.blogspot.com

Manuel Bancaleiro