2.6.11

O MELHOR E O PIOR DE PORTAS

O melhor do dr. Portas são as suas mulheres. Teresa Caeiro, Assunção Cristas e Cecília Meireles têm, seguramente, um papel no futuro próximo. Merecem-no. Também há um rapaz, de apelido Magalhães, Diogo Feio e o independente Bagão Félix. O pior do dr. Portas é o dr. Portas.

15 comentários:

Anónimo disse...

Já se viu o que o PSD faz aos líderes que não triunfam: come-os vivos, no meio de desordem labrega; mas 'eles' estão habituados e o País também. Sócrates, quando abandonar (ou for corrido) (d)a liderança do PS, tê-lo-á 'inutilizado' para vários anos. A avanço do CDS deve-se à sua competente equipa parlamentar, mas também (e muito) a ele próprio Portas - empático e beijocador de velhas, visitador de coudelarias e da "...machona OviBeja...", afagador de ex-combatentes etc. Quando ele saír o CDS definhará; veja-se o resultado da liderança do asmático Ribeiro e Castro.

Ass.: Besta Imunda

a-marques disse...

À LA MINUTA
-Passos Coelho: Ao natural sem borbulhas
-Jerónimo de Sousa: Tão natural como a sua sêde
-Francisco Louçã: É mesmo assim, com naturalidade
-Paulo Portas: A natureza de brincar ás escondidas
-José Sócrates: A poluição por natureza.
-Comunicação social: Natura poluída da rosa plástica.

Anónimo disse...

Quando o pportas tiver ouvidos para um assesor de imagem, tudo será diferente. Grande parte do sucesso de Socrates deve-se trabalho desse aseesor.Para pportsa acabam-se os chapeus, reduzem-se as feias e as gravatas fica,-se pelo grená obama.

Lionheart disse...

O melhor do PSD é o Passos Coelho, porque o resto é de fugir. O Portas pode ser "vaidoso", mas é trabalhador, inteligente, renovou o CDS e acima de tudo formou uma jovem e boa equipa de quadros. Tem um discurso de combate cultural aos chavões de esquerda que predominam na opinião pública e publicada, e é esse tipo de combate cultural que o próximo governo tem de fazer para se impôr à esquerda e aos media, de modo a conquistar o respeito e o apoio da sociedade. O combate não acaba no dia 5, apenas começa. Isto se o centro-direita não quiser ser passado a ferro nas próximas eleições.

Ao invés, Passos só tem gente a dar tiros no pé em volta dele. Não tem ninguém de peso da sociedade civil a apoiá-lo, os "barões" e "baronesas" do seu partido estão todos indisponíveis para "servir" no governo (também não se perde nada), por isso não é surpreendente que não tenha hipótese de ter maioria absoluta, apesar de haver uma enorme rejeição de Sócrates na sociedade. O PSD foi sempre um partido inconsistente e desorganizado na oposição, o que contribuiu que Sócrates se aguentasse seis anos no governo. Pior, altas personalidades "laranjas" colaboraram com Sócrates, minando a liderança do seu partido, em prol dos seus negocios e interesses pessoais. Por isso, o dr. Portas é o menor dos problemas do PSD, porque tem outros bem maiores e dissimulados dentro de portas. No pun intended.

Anónimo disse...

É maldade.

Anónimo disse...

Acho absolutamente delicioso verificar tanta preocupação com o Dr. Portas.

Uma vez mais, fica a sensação que ainda ninguém se apercebeu que o(s) verdadeiro(s) problema(s) virão dentro do PSD.

Tenho o Dr. Passos Coelho como alguém que reúne as condições necessárias para ser (e será) Primeiro-Ministro. Infelizmente não penso o mesmo de muitos dos que já se perfilam (PSD) para o Poder.

A partir de 6 de Junho perceberão o que quero dizer...

M.S.

Anónimo disse...

O Dr. Portas é culto, inteligente e trabalhador.

Para a palonçada isso são qualidades negativas.

Como é que este paíos de broncos, iletrados e mal-cheirosos, pode ir a algum lado?

Fiel de Armazém disse...

Teresa Caeiro???? Não brinque com coisas sérias. Basta ver os incontáveis Frente-a-Frente do Mário Crespo onde essa Srª tem pululado quase todas as semanas para se constatar a mediocridade da mesma. O João desta vez quis brincar com quem lê o seu blog; ou então é amigo da dita e achou por bem vir aqui dizer alguma coisita simpática. Mas deixe-se disso porque ainda pior irá o país se as Teresas Caeiros puderem chegar ao poder. Deus nos livre...

Anónimo disse...

Paulo Portas tem muitas qualidades, mas tem um defeito de que tem de se livrar urgentemente se quer ter mais votos nas próximas eleições e nas que se lhe seguirão.
Não é que ele não diga o que está de errado na política em Portugal e do que é preciso fazer para a mudar e/ou alterar para melhor, porque diz e di-lo contìnuamente há anos.
Não é que ele não seja um excelente político, porque é. É inteligente, patriota, trabalhador incansável e um orador magnífico. É claro e frontal no que diz e talvez, senão mesmo, aquele que dentre os políticos da nossa praça melhor se exprime e melhor passa a mensagem.
Os portugueses de uma maneira geral gostam dele, sejam os mais à esquerda e naturalmente os de centro e de direita.
Mas tem um enorme defeito que quase, repito, quase, diminui todas as suas qualidades: é tão, mas tão pedante, que é quase angustiante ouvi-lo discursar ou sequer ser entrevistado.
Uma amiga minha no outro dia dizia-me assim: olha, sabes, eu até gosto do que o Portas diz e era capaz de votar nele, mas é tão vaidoso que aflige! E depois tem aquela mania de dar respostas curtas e rápidas aos jornalistas e/ou apoiantes e simpatizantes (sobretudo agora em campanha), depois vira a cara de repente para o lado e para cima e põe-se a andar todo contente por ter sido tão acutilante e assertivo na resposta...
E, conforme sugere um comentador anterior, ele devia procurar ràpidamente um assessor d'imagem, mas competente, claro. Aquele 'penteado' que usa há décadas, é um verdadeiro horror. Nem ele imagina o mal que lhe fica. Mais valia que assumisse a meia careca, que não deixava de ser quem é.

Quanto às deputadas do CDS que cita, estou completamente d'acordo com a sua opinião: são inteligentes, competentes, educadas, sóbrias, dedicadas ao 'chefe' e fiéis ao partido. É tudo o que se pretende dos integrantes de um partido político. E diga-se de passagem que isto nem sempre acontece nos outros partidos... designadamente no PSD. Neste então é uma autêntica desgraça, cada um puxa para o seu lado e muito poucos merecem o respeito que Passos lhes dedica. Já para não falar nas facadas que estão prontos para lhe desferir, mal ele assuma o poder. É melhor que esteja preparado.
Maria

Obs.: O Miguel é a antítese do irmão Paulo e ainda por cima sendo como é da extrema esquerda. Contràriamente a todos estes, é simpático e não é nada snob. Este não sai à mãe nem um bocadinho, que é pretensiosa até dizer chega. O outro..., o mais possível.

OCTÁVIO DOS SANTOS disse...

Nuno Melo também é do melhor - ou até O melhor - que o CDS tem. As suas prestações no «Corredor do Poder», na RTP, demonstram-no.

Lionheart disse...

Os defeitos de Portas com ele ficarão, porque as coisas são o que são. Todos os males fossem esses. Agora os problemas do PSD fazem lembrar o que se passou com o Partido Conservador no Reino Unido. Sabe-se que David Cameron ficou "aliviado" por não ter tido maioria absoluta, porque assim tinha um pretexto para convidar os Liberais Democratas para o governo (com cuja ala direita tem mais afinidade ideológica do que com a ala direita dos "Tories") fazendo assim uma larga maioria parlamentar, podendo distribuir a impopularidade por dois partidos (o que beneficiou Cameron nas eleições locais), mas acima de tudo (e isso nunca foi assumido publicamente, nem alguma vez será) porque deu a Cameron um ascendente sobre a problemática ala rebelde do partido uma vez que com os votos dos "Lib Dems" no Parlamento encontra-se mais resguarado de rebeliões e chantagens que vêem sempre da mesma ala direitista e eurofobica que tem triturado todos os lideres desde Margaret Thatcher.

A coligação com o CDS que Passos pretende visa também que o PSD não seja o único partido a pagar pela impopularidade das medidas impostas pelos credores, para alem de já ser previsível não haver maioria absoluta de um só partido. Para alem disso, Passos poderá querer ganhar autonomia dentro de um partido muito complicado e onde não tem a autoridade que Portas tem hoje no CDS. E tem porque a impôs com o tempo. Como no PSD cheira a poder (hoje foi só "unidade") estão todos muito bem dispostos. O pior vai ser quando a esquerda for em peso para a rua (e vai, de certeza) e aí vamos ver se todos no próximo governo, e nos partidos que o apoiam tem tenacidade para aguentar tempos difíceis, ou se começam a haver fissuras no PSD...

Anónimo disse...

Olhe que não! A campanha do Dr. Porta tem sido incomparávelmente melhor e muito mais atinada e eficaz que a do seu companheiro de "route" Passos Coelho que tem dado muitos tiros nos pés. Quanto às meninas do CDS que você diz maravilhas, há uma, a Caeiro, que fez maravilhas quando esteve na cultura! Lemvra-se? Eu não. De todo! Parece que exerceu o cargo de governadora civil de Lisboa, o que demonstra que aquilo não serve para nada e que deveria ser um cargo a extinguir. Mas, graças ao dr. Portas, ela lá vai singrando na política. Aliás, não é excepção. O princípio de Peter, salvos raras excepções, predomina entre a nossa classe política, à esquerda e à direita. A começar pelo PS e pelo seu partido o PSD.

Anónimo disse...

Faço minhas as palavras de "Fiel de Armazém" e acrescento: quem seriam as caeiras sem portas?

Pensamento em revoluçao... disse...

CERTAMENTE não iremos a lado nenhum sem PORTAS O ALTÍSSIMO!
Qualidades não lhe faltam sem dúvida!!! Camaleónico é uma delas!!
Agora ele é tão ou mais esquerdista do que PS...
Mas acabem com o homem que está a tirar muitos votos ao PASSOS...

Justiniano disse...

Sem mais, subscrevo, na íntegra, o caríssimo Fiel de Armazém!!