15.6.11

EM VÃO

D. José Policarpo descobriu agora - "agora", i.e., depois do dia 5 de Junho último - que a lei da interrupção voluntária da gravidez tem vindo a ser aplicada "ao Deus dará". Não só lhe fica mal invocar o nome de Deus em vão como podia perfeitamente continuar calado acerca de uma matéria da qual, aquando do último referendo, praticamente lavou as mãos.

18 comentários:

Anónimo disse...

Pode ter lavado as mãos, mas a alma, como estará?

Anónimo disse...

Este tipo é um padreca axuxalhado. Bastante só cretino, por sinal...

PC

amendes disse...

...Deveria ter alertado atempadamente para o "aborto" que que foi seu compadre Sócrates... Agora, é chover no molhado: - especialidade antiga de certos "dignatários" da Igreja...
Este é um deles!!!

Anónimo disse...

Abortos são estes comentários.

Puta que vos pariu!

Anónimo disse...

O silêncio do cardeal na altura do referendo foi indecoroso. O que diz tem toda a razão

Anónimo disse...

Mandasse eu só um dia que fosse nesta choldra de país, e seriam proibidos todos os homens (padres ou não) de se pronunciarem sobre a interrupção da gravidez, sob pena de chicote.
Os alarves dos homens que falam do assunto ainda não perceberam que isto é assunto que diz respeito às mulheres e raramente elas emitem opinião, porque vocês não se calam, não as deixam falar?

joshua disse...

Abortar, depois da infame Lei levada, em demasiados casos, à conta de contracepção repetida, seria sempre o assassínio de um milagre como o somos nós, os vivos, ou não fosse «a glória de Deus o Homem vivo», como lavrou o Padre da Igreja.

Policarpo andou anestesiado todo este tempo sob o mesmo hipnotismo absentista que acometeu toda aquela parte da sociedade portuguesa de joelhos perante o Mal de que o socratismo foi mera epítome. De zero a dez em força profética e desprendimento do mundo, dou ZERO ao pouco cardeal Multicarpo.

Anónimo disse...

Não diz respeito a quem?
Se calhar também não diz respeito aos seres humanos indefesos a quem acabam com a vida?

Mani Pulite disse...

ESTÁ NA HORA DE SER REFORMADO.

J. Castro Guimarães disse...

Alguém que deixou chegar a Rádio Renascença ao ponto a chegou - ontem, a propósito da possível privatização da RTP, foram ouvir esse monumento à incompetência que é o analfabeto chucha Arons de Carvalho...;
alguém que teve o topete de censurar publicamente o Presidente da República Cavaco Silva, exibindo assim a sua simpatia pelo coveiro nacional Sócrates;
alguém que mandou calar os padres no caso da lei socretina do aborto;
alguém que, com razão ou sem ela, é suspeito de usar avental, o que jamais tentou desmentir;
esse alguém pode porventura
manter-se à frente da hierarquia eclesiástica, num país predominantemente católico?
Que andam a fazer os restantes bispos? O Núncio Apostólico será cego, surdo e mudo?

Anónimo disse...

Diz respeito só às mulheres uma ova! Que eu saiba, o referendo foi votado por mulheres e por homens. Mesmo que não fosse, a vida de uma criança, mesmo que só tenha dez semanas, não pode depender da arbitrariedade das mulheres. O aborto é uma das mais negras desgraças que atingem Portugal. É uma violação flagrante e brutal do mais básico direito do ser humano, que é o direito à vida

Anónimo disse...

Fiquei um pouco aliviado com os comentários precedentes.
Afinal, só 1 comentador se assumiu como uma espécie de quisto que pode ser extirpado da barriga da mãe.

Anónimo disse...

Curiosamente pelo voto das mulheres apenas o aborto teria sido mais facilmente chumbado. Assim se percebe qual o interesse e de quem em aprovar a lei do aborto.

O combate contra o aborto foi deixado ao padre da aldeia. Smae on you Cardeal Patriarca.

Hermitage disse...

"DEUS É BOM MAS O DIABO NÃO É MAU"

Junto do Estado, coladinhos aos Governos, coexistem a Europa dos interesses, os empresários dos interesses, a Banca dos interesses,os lobbys representantes dos interesses.

Não sei qual é o espanto, com a Igreja dos interesses, fria, vulgar e adaptável aos tempos.

É verdade que esta tem ido longe de mais: por isso também pesa cada vez menos.

Alguém ainda lembra os editoriais e a informação da RR quando eram ouvidos, reflectidos, faziam mossa?

Agora, cheios de "democratismo" bacoco, passam o tempo a dar cobertura à extrema-esquerda comuno-louçanesca, todos muito democratas.

As igrejas estão vazias por alguma razão.

O Povo não gosta dos que passam a vida a praticar que "Deus é bom mas o Diabo não é mau..."

eirinhas disse...

Causa-me náusea ver tantos coelhos,não o p.a sairem agora da toca.

Anónimo disse...

dom policarpo, pinto monteiro, nascimento... tão iguais que les são...

Pensamento em revoluçao... disse...

Os moralistas populam... e não é só na igreja!!!
Da qual não percebo rigorosamente nada, nem quero, mas duma coisa me lembro dos tempos aúreos (!!!) da catequese: o livre-arbítrio!
Este senhor e os outros moralistas que o seguem devem achar que mandam na consciência, no poder de decisão e na vida alheia!!

Anónimo disse...

@Anonimo das 11:34:
Isto é "um assunto exclusivo de mulheres" quando elas conseguirem fazer filhos sozinhas.
Quanto ao Srº Policarpo bem podia estar calado, já que não falou quando devia.
Agora são "sopas depois de almoço".

Ass: Romão