3.6.10

THE E WORD


Afinal, os "programas" e-isto e e-aquilo (escolas, professores e oportunidades e outras fantasias parolo-modernas), cujo rosto no governo é o do e-esperto Paulo Campos, geraram dúvidas em Bruxelas por causa dos ajustes directos e trapalhadas afins. O e-esperto mor, entretanto, vai jantar com a malta da bola porque, desde o tempo em que tutelou o desporto e a maravilhosa ideia dos dez estádios, está por dentro da matéria e é preciso mais um "desígnio nacional". No fundo, isto é tudo em e mas de estupidez.

10 comentários:

Anónimo disse...

e de enrabar!

Não admira que tenham aprovado o casamento gay, enrabar o próximo esta-lhes no sangue.

É o desporto destes filhos da puta, enrapar o zé povinho!

Anónimo disse...

Desde já ficar estabelecido que não serão realizadas quaisquer viagens de políticos à África do Sul a fim de apoiarem a selecção de futebol.

Júlia disse...

Maroto!

antónio chulado disse...

A oposição não tem razão; o Tribunal de Contas não tem razão; o INE não tem razão; o BP não tem razão (teve "alguma" quando governava o saudoso(?) Victor); a UE não tem razão; "alguns" (poucos) dos 'desviados' do rebanho não têm razão; os representantes da Igreja não têm razão; etc., etc., etc., ninguém tem razão, na opinião dos incompotentes aldrabões.

Será privilégio desta KAMBADA DE IMBECIS, que hoje dizem uma coisa e amanhã o contrário e que é suposto governar, que tem "sempre" razão?

Ouvi-los já é um enorme martírio ... quanto mais vê-los!

O país não vai de mal a pior porque já está no péssimo.

Anda o chumbo por cima da cortiça!

a.c.

Daniel Santos disse...

tirando a parte dos computadores para as escolas, o João tem razão.

Anónimo disse...

e de embuste;
e de espesso;
e de errado;
e de empossível;
e de enteligente;
e de emanação. A merda.

Ass.: Besta Imunda

Anónimo disse...

«tirando a parte dos computadores para as escolas, o João tem razão»

E o e-PM também.
Não é que os Magalhãesinhos do ano lectivo de 2010, ainda não chegaram ás e-scolinhas?
Culpa: a falta de um TGV para fazer chegar os componentes a tempo.
JB

Daniel Azevedo disse...

Caro João Gonçalves

A maluqueira é geral a nível europeu:

"Euro 2016: le BTP devrait toucher 1,7 milliard d'euros"

"L'investissement total de 1,7 milliard d'euros va permettre la construction de quatre stades (Lille, Lyon, Nice et Bordeaux) et la rénovation de huit autres (Stade de France à Saint-Denis, Parc des Princes à Paris, Lens, Toulouse, Marseille, Strasbourg, Saint-Etienne, Nancy), selon le projet présenté par la Fédération française de football (FFF)."

"15.000 emplois pendant la phase de construction"

Sounds Familiar?


Link: http://www.20minutes.fr/article/407988/Economie-Euro-2016-le-BTP-devrait-toucher-1-7-milliard-d-euros.php

Cumprimentos

rmvsantos disse...

Torna-se a cada dia que passa que com esta malta (bloco central) isto não vai lá.

A

Rui

Nelson Marques disse...

Hoje vai alguém próximo a enterrar.

Portugal é assim: um parente de mau feitio - mas a quem se ama apesar de tudo (como não?) - morto no resultado de "doença prolongada".

Contudo, é também parte da nossa capacidade de sentir que vai a enterrar com esse féretro.

Quase inanes, caminhamos em direcção à prisão das memórias, onde os sonhos sobressaem como espinho cravado à bruta.

Pobre Portugale.

Que se encontre, algures, um e, de esperança.

Paz