11.6.10

COMEMORAÇÕES, 2

Nestas comemorações, Mário Soares queixou-se da mediocridade política dos actuais dirigentes europeus. Se ele tivesse algumas dúvidas sobre isso, bastava-lhe certamente ouvir a prédica plástica de Sócrates, sempre agarrado àquela parolice do "sou duma geração" como quem passa horas a treinar ao espelho. Ainda não percebeu - nem há servo que lhe explique - que começa a enjoar. Seriamente. Mediocridade? Confrangedora.

10 comentários:

Alves Pimenta disse...

Acabo de ver na RTP o falso engenheiro a mentir descaradamente, mais uma vez, com a total ausência de vergonha que o caracteriza.
Penso que qualquer pessoa minimamente decente só pode enojar-se com tão confrangedor espectáculo.
Quanto ao sr. Mota Amaral, esse notável "transitário" (do Estado Novo da manhã de 25 de Abril de 1974 para a "democracia" da tarde do mesmo dia), a cara com que apareceu reflecte bem o à-vontade com se sente agora usado pelo PS. Este, ao "consentir" que ele presidisse à comissão, sabia bem que o tinha na mão...
Conclusão: este país nunca mais ganha juízo. Só assim se compreende que ainda não tenha corrido com esta gentalha a pontapé no cu.

Anónimo disse...

Sócrates é uma criatura unigénita. Como é que foi é que já não sei ...

floribundus disse...

o 'insustentável' rectângulo
tornou-se
a Magna Grécia

Zé Rui disse...

Já se interrogaram se este país quer viver numa democracia liberal? Será que os portugueses têm esse intuíto? Provavelmente não.... dizem mal dos que estão a desgovernar-nos apenas por inveja.......queriam estar lá a fazer o mesmo e a pensar na sua vidinha.

Podemos criticar.....falar.....arranjar desculpas...mas no fim vem sempre a triste realidade....somos uma gente descategorizada, que só vive pendurado no Estado ou em alguem. Somos (sempre fomos)um país ingovernável!!!

Apenas um erro nas placas tectonicas nos fez ficar na Europa....deviamos estar era em África!!!!

Anónimo disse...

Se houvesse um mínimo de vergonha, não existiriam quaisquer comemorações do que quer que fosse; e as pessoinhas, nesses eventos, que desfilam nas TV's esvoaçando como moscas à volta da merda, estariam muito justamente na sua casinha; caladinhos, discretozinhos, num grande silêncio. Só uma pervertida e delirante noção de si próprios, e o facto de não lhes faltar dinheiro para comer, os faz saírem à luz do dia. E saberem também que ninguém os encerra numa escuríssima masmorra, deitando a chave a um abismo cheio de merda no fundo, onde se contorcem lombrigas.

Ass.: Besta Imunda

Marota disse...

Bom dia, se o Sintoma Pinóquio fosse verdade, Sócrates era mais nariz que homem...

Anónimo disse...

Mário Soares não tem razões para se queixar.
Ele saiu da mesma fornada de indigentes políticos que a Europa pariu nos últimos 30 anos.
Incompreensivelmente este senhor, que já nem autoridade moral tem para criticar seja o que for, ande sempre a lamentar-se do que poderia ter sido feito e não se fez, parafraseando inversamente a canção de Abrunhosa.
Soares é um amargurado, nunca se tendo recomposto de ter sido batido num escrutínio europeu por uma mulher, retirando-lhe assim a possibilidade de ter entrado para a galeria dos notáveis da Europa.
Ele é o pai espiritual, do político mais cínico e abjecto do Portugal contemporâneo, José Sócrates.
Cps
Scaramouche

harms disse...

Parece ser de uma geração em que a palavra de um homem valia alguma coisa, como diria o Dr. Portas, mas não há certezas definitivas acerca disso.

Jorge Diniz disse...

Se o Primeiro Ministro mentiu, há que exigir a promessa de Pedro Passos Coelho e o PSD apresentar a MOÇÃO DE CENSURA ao Governo.
Não se pode alimentar a crise. Há que ataca-la de frente e com coragem.

Anónimo disse...

Ó Marota, quanto dele é mais nariz, não sei mas, pelo que dizem, de homem terá pouco.