19.8.11

UM BOM COMEÇO


É para aplaudir, sem hesitações, a decisão de Assunção Cristas em acabar com a Parque Expo. «A Parque Expo é um mau exemplo que não pode continuar. Foi uma empresa criada para determinado fim e foi acumulando competências para autojustificar a sua manutenção.» À semelhança desta Parque, outras "parques" ou "pares" deverão seguir o mesmo caminho, e pelos mesmos motivos, à medida que o Estado deixar de ser o tantas vezes inexplicável senhorio, arrendatário e outras posições jurídico-financeiras insustentáveis que transcendem as suas funções elementares e que transformaram o regime numa verdadeira plutocracia. É um bom começo para o fim de tanta pastorícia inútil.

6 comentários:

floribundus disse...

alguém vai ganir por perda de mordomias
para
Norman Mailer-tough guys don't dance

eirinhas disse...

Já era tempo de começarmos a ver qualquer coisa.Oxalá que o exemplo desta senhora,que pouco se ouve,sirva para aguçar o ânimo do primeiro ministro e de alguns dos seus ministros que,para o meu gosto,vão falando mais do que o que fazem,excepção aos cortes de que já estávamos habituados.

Anónimo disse...

A "Frente Tejo" é também 'outra parque' à qual o Governo já deu dia para morrer (mais breve). Julgo que Costa e pinto-de-sousa tinham pensado que a "Frente" poderia sobreviver ainda mais algum tempo, transferindo para a "Parque Expo" a malta e as competências. Isto era a política-PS das matrioscas aplicada aos organismos, institutos, fundações e etc. Ainda falta aferir - e publicar - os passivos destas 'parques' e destas 'frentes'.

Ass.: Besta Imunda

Anónimo disse...

Nesta infame neura de Agosto tenho vadiado mais pelos 'blogs' e ligações aqui juntas. Pacheco - entre o Jardim de S. Amaro e Lacas Russas do séc XIX - lá desencantou (porque é de uma erudição sem paralelo) esta simples sentença de Sir Francis Bacon: "Aquele que não aplicar novas soluções, deverá esperara novos males; porque o tempo é o maior inovador". Vindo de PP isto ressuda a amargura e a crítica velada. Mas é verdade. O tempo está contra nós. Há muito que fazer e Passos tem de LIDERAR, mostrar CAMINHOS, de ter um discurso verdadeiro, simples e perceptível - e não verdadeiro, complicado e imperceptível.

Ass.: Besta Imunda

Fado Alexandrino disse...

Seguindo o mote dado pelo comentário anterior, só vendo por enquanto é só ruído de fundo para as televisões.

observador disse...

Ok! Já percebi CMLisboa engorda, CMLoures é paisagem, e fica sem os seus 20%.

Começam bem as privatizações ....