12.5.06

VULGARIDADE


Disseram-me ao almoço que o prof. Marcelo vai "comentar" o "mundial" de futebol para a RTP. Marcelo é um prestigiado académico e, à sua maneira, um intelectual com notoriedade. De tudo faz política e, a partir da política, mete-se em tudo. A rábula da bola é desnecessária e populista. Por este andar, Marcelo ainda acaba a apresentar um concurso para donas-de-casa. Num momento em que tudo resvala para o seu pior, Marcelo, o comentador do regime, vai descambando para a vulgaridade. E o regime, a preceito, com ele.

7 comentários:

Caminhante Solitário disse...

Quer se queira, quer não, o futebol é o ópio do povo. Escamotear essa realidade é impossível.

luikki disse...

este comentador, e outros que andam por aí, estão para os comentários como as massagistas estão para as massagens.....

Anónimo disse...

Dá dinheiro? É com ele.

Anónimo disse...

Concordo...só assim é que é possivel explicar tal "devoção"

António Viriato disse...

Marcelo é um outro tipo de Santana, um pouco mais sensato, um pouco mais conhecedor de Leis, um pouco mais socialmente comedido... Mas, no fundo, tudo apenas um pouco mais... Ainda o veremos, como ao outro, a discutir banalidades da bola com boçalidades enfatuadas, daquelas que dizem : «eu não lhe chamei mentiroso, só disse que você estava a mentir.» É só uma questão de tempo ou, provavelmente, de dinheiro...

Caminhante Solitário disse...

Marcelo é um pouco melhor que Santana. Não, corrijo: Marcelo é muitíssimo melhor que Santana. Pode ainda ser "pouco bom" , mas é muito melhor.

manu disse...

acho que o grande erro que santana cometeu for ter dado importância ao que os outros pensavam, coisa que marcelo nunca fará.