20.2.11

MOSTRA-ME A TUA IDENTIDADE E DAR-TE-EI O TEU PROZAC



A sra. dra. Ana Jorge, ministra da saúde, pretende sovietizar a compra dos medicamentos nas farmácias. Já não bastava a exibição do número de contribuinte. A senhora agora exige o bilhete de identidade. Com a mais recente legislação aprovada no parlamento em matéria de nomes e de mudança dos ditos para acompanhar a do sexo, não seria melhor a sra. dra. obrigar os utentes a apresentarem-se nas farmácias como vieram ao mundo, na versão original ou na fabricada?

Foto:
Robert Mapplethorpe, Man in Polyester Suit, 1980

7 comentários:

Anónimo disse...

Ainda vamos ter que comprar senhas para ir ao WC... mesmo em casa! E para "brincar" aos maridos e mulheres (já agora, mulheres e mulheres, e maridos e maridos, também)! O "governo" big brother com a ajuda do "choque" tecnológico vai arranjar maneira de controlar isso tudo...

PC

Anónimo disse...

Eles comem tudo e não deixam nada!

Será que também vai pedir aos "profissionais de saúde" para fiscalizarem as versões originais ou fabricadas?

Anónimo disse...

Jeeeeesususss, Gonças, que imagem dura...essa de ir à farmacia todo nu.A causa é grande, mas vejo a coisa negra...
As armas ja estão fora dos armarios: Camponeses, operários , soldados e marinheiros,só faltam cowboys dos Village People, com o numero de contribiunte, b.identidade e o celebre cartão de eleitor...que vai acabar, tvz sirva para as parafarmacias...

Mani Pulite disse...

A/O JORGE FAZ O QUE O XEFE MANDA.É ASSIM QUE ELE QUER,GOSTA,MANDA E IDENTIFICA TODOS OS UTENTES DO SERVIÇO.

Karocha disse...

Essa tem graça!
E se não coincidirem?!

Fado Alexandrino disse...

Há aqui uns equívocos.
O que é necessário é mostrar o cartão da Segurança Social e como este não tem fotografia (o antigo) juntar o BI.

Dias Santos disse...

Há aqui um equívoco na imagem.
Eles querem é que a gente mostre o cu, são eles a comerem-nos a nós.
Além disso, ao mostrarmos apenas o cu, fica salvaguardada a igualdade entre sexos.