27.2.05

CRIME E CASTIGO

Ouvi no carro - "apanha-se" muita coisa em viagem - que o dr. Santana Lopes solicitou ao conselho de jurisdição nacional do PSD que "clarificasse" doutrina sobre o "comportamento" de militantes que terão "atacado" o partido na última campanha. Em "Clarificar Doutrina", o Bloguítica é mais específico e diz praticamente tudo. Santana Lopes pertence ao vasto grupo daquelas pessoas cegas, surdas e mudas à realidade. É uma espécie de primário que não aprende nem esquece nada. Passa a vida em revolta com um mundo imaginário que não compreende a grandiosidade do seu umbigo. As nódoas políticas e humanas que colocou à sua volta completam este exercício narcísico totalmente vazio. O conselho de jurisdição nacional devia antes firmar "doutrina" que impedisse futuramente a ascensão partidária de gente como esta. Ao mesmo tempo podia meditar acerca do que aconteceu ao partido precisamente por causa desta gente. Se Lopes e a sua patética corte se olharem ao espelho, vão rapidamente descobrir quem verdadeiramente "atacou" o partido e o diminuiu. Do lado deles está o "crime" e o "castigo". Nada mais.

2 comentários:

Marta disse...

Sabe como é que na tropa se chama a tipos como Santana Lopes?
Não sabe, eu digo-lhe:
São os básicos. Santana Lopes é um básico. Só chegou onde chegou porque é português. Em qualquer país mais avançado, teria dificuldade em arranjar emprego!
Santana é um básico!

Anónimo disse...

Miserável é o único adjectivo que me ocorre para definir o energúmeno