28.10.06

PORQUÊ -2

Simpaticamente, o João Morgado Fernandes "tentou" esclarecer-me acerca desta coisa: "O Estado vai atribuir 169 milhões de euros de indemnizações compensatórias à RTP e à agência Lusa no próximo ano, revelou hoje à Lusa o ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva." E deu esta extraordinária "explicação: "A RTP e a Lusa são, de facto, empresas estatais. É o Estado, a malta toda, que as paga. Se isso deveria, ou não, ser assim é uma outra história.". Olhe, João, com este argumento e com este orçamento de Estado, por exemplo, para a "cultura", não faltarão directores de teatros e de outras "entidades públicas empresariais" a berrar pelo pão. Da "cultura" e de outros lados. Reparou na brutalidade de massa de que estamos a falar? Bom. Quanto ao canal da RTP onde eu vejo os telejornais, acho que não me enganei. Todavia, não deixa de ter alguma razão. A "filosofia" da coisa ressuma, de facto, a Ramiro Valadão (um bom homem) e a Dutra Faria, só que em "democrático". E a RTP-Madeira, quando lá vou, não vejo. Finalmente, não sou idólatra nem nunca fui dado a "grandes explicadores" ou a "queridos líderes". Como V. é mais "democrata" e "incontrolável" do que eu, imagino que respeite as escolhas livres dos madeirenses. Ou será que a Madeira, para além de ilha, também é puta ou filha de tal?

Adenda: "Ontem a RTP deu outro exemplo de como se actua pela imagem: enquanto o Ministro das Finanças fazia o seu discurso punitivo contra as finanças da Madeira, Jardim aparecia em imagens de fundo a passear-se num elefante (...) É verdade que Jardim muitas vezes pede-as, mas não pode ser a televisão pública a dá-las." Está a ver, João, "como amor com amor se paga" literal e chorudamente?

7 comentários:

Anónimo disse...

João Morgado Fernandes é o Luís Delgado deste governo. Mas mais curto de discernimento. Os editoriais do DN oscilam entre o "lambe-botas" e o "mete-nojo".

Anónimo disse...

«169 milhões de euros de indemnizações compensatórias à RTP e à agência Lusa»
Alem da taxa com que nos esmiframmensalmente no recibo da EDP?
Não é FdPutice a mais?
Z
Merda de país.

Anónimo disse...

Queriam uma tv pública em que os ministros nao aparecessem, em que o PM nao aparecesse?

E em que só aparecessem os do costume a dizer mal do governo, a contestar as medidas do governo e em que ninguém conseguisse descortinar as razoes do governo?

Querem uma tv política? Nao basta a sic ser do psd?

Anónimo disse...

Como quer que se mostre o Jardim, explique lá?
A ser bem-educado? Não há imagens.
Só se se mostrar o boneco do Contra-Informação...

rm disse...

Alguém explique ao João Morgado Fernandes que o que a RTP não pode fazer é quando há uma declaração pública de um Ministro sobre a Madeira, estar a passar simultâneamente imagens de joão Jardim nitidamente "diminuidoras". Isto é tão óbvio que só um imbecil não percebe.

Anónimo disse...

e se fosse o contrário? Já podia.. Jardim a falar e o um membro do governo ao sol.

Só os imbecis é que nao percebem mesmo que cada qual só olha para o que quer.

rm disse...

Não. Claro que não podia. E ninguém disse que podia. O que se disse é que o jornalista da RTP não deve editar as notícias de modo a que as mesmas induzam a favor de uma das partes. Principalmente quando uma das partes é o seu patrão.