6.10.10

UM PRINCÍPIO


O Tó Zé Seguro, que conheço desde o MASP -1, parece que já largou os gelados da Pindô. Ao afirmar que «os portugueses estão fartos de fazer sacrifícios sem ver resultados», Seguro começou a mostrar a porta de saída a Sócrates. Sempre é um princípio.

22 comentários:

Garganta Funda... disse...

Os submarinos do Paulo Portas ainda vão ser úteis para «evacuar» a corja socretina fora das fronteiras nacionais.

Daqui a dias vou ver muitos (des)governantes a levarem com ovos pôdres na fronha ou com alguns «recuerdos» daqueles que o tio Sílvio levou nas «trombas» em Milão...

Anónimo disse...

Acho que este tambem é licenciado pela Independente ou pela Internacional ou qualquer coisa assim desse género....

Mani Pulite disse...

HÁ TIPOS QUE SÓ PARTEM NA AMBULÂNCIA DO JÚLIO DE MATOS OU NO CARRO CELULAR.

Anónimo disse...

Portugal é um circo sem fim. Quando a gente julga que "pior do que está não fica", lá começam a aparecer candidatos para mais dez anos de espectáculo. Há uma fila de "tiriricas" sem fim, dispostos a dar continuidade à praga. Por falar nisso, Peres Metello acaba de fazer uma intervenção na TVI que tem tanto de notável como de surrealista, daquelas que dão vontade de chegar ao fim e urinar para dentro da televisão.

Manuel Brás disse...

Para um final que urge, pois com tanta pantominice...

É para ficar siderado
com tantas asneiras firmadas
num discurso acalorado
por promessas tão engrumadas!

Num rectângulo mal acabado
após tantas centúrias passadas
perdura um país desabado
por políticas embaraçadas…

Traque Back disse...

É um facto: há mesmo pessoas com forte tendência para apostar no cavalo errado.
Quem já votou Mário Soares e Sócrates deveria pensar duas vezes.

Fado Alexandrino disse...

Num PS tipo coreano como o queijo tipo flamengo acho que ele está mas é com um pé na rua.

floribundus disse...

todos os socialistas são fascistas.
no seu totalitarismo 'uns são mais que outros' diria o socialista que usava Orwel como pseudónimo.

joshua disse...

Eu gosto do Tó Zé Seguro. É decente. E até parece decente.

Anónimo disse...

Joshua,

Não conheço o Tó Zé para dizer que ele é decente.
A partir do aldrabão... que tb parecia decente. Todos os "vigaristas" aparecem bem vestidos, bem palavrosos e falam tão rápido e com tantas adjectivações para não te deixar pensar e venderem a sua "treta". Quando se reflecte um pouco já estamos com a trampa na mão. Aí nã há nada a fazer senão reconhecer que fomos mais uma vez aldrabados. POr isso, temos que ser mais inteligentes e analisar os não ditos e saber o progresso, o conforto, se fazem com muito trabalho, com dificuldades e não com "ócio pimba". Frases feitas como as do Tó Zé muitos já as usaram e...Passaram.
É outro que anda atrás da sua oportunidade para a vidinha...
O poder atrai os corruptos e corrompe os que atrai se la ficam muito tempo. Então é o povo pimba que os corrompe.

João Gonçalves disse...

E Vc. PC, com certos comentários que aqui tem largado ultimamente é o quê? O Karl Kraus?

Sérgio Lavos disse...

Caro João Gonçalves,

(questão lateral)
só para dizer que achei piada ao facto de ter corrigido o português de Seguro. Inadvertidamente ou não. Parece que ele disse "fartos de fazerEM" e não "fazer". Estive para o corrigir no Arrastão. Se calhar deveria tê-lo feito.

cumprimentos

Anónimo disse...

Reconhecendo embora algumas qualidades ao homem (o que, face ao "modelo" alternativo e em vigor no seu partido sobressai bastante) penso que terá muito que "pedalar" para conseguir correr com o Pinócrates e é se a "mafia" o deixar, o que não é seguro.

Anónimo disse...

Não JG, I am who I am. As minhas desculpas. Não o sabia tão amigo deste enjoadinho.

Mas, para me responder "em directo" deveria ter colocado a razão da resposta...

PC

Daniel Gonçalves disse...

Esta estratégia do Tó Zé Seguro é clássica e não tem nada de distanciamento político/ideológico em relação ao líder, ou seja, Sócrates. É uma táctica velhinha: numa altura em que muito gente já não suporta o actual PM, nada como fingir um certo tom crítico e de distanciamento relativamente à liderança do partido, tendo como objectivo ganhar o apoio dos descontentes que, nesta altura, são a maioria e de "construir" uma imagem de ruptura dentro do próprio PS.

Daniel Gonçalves disse...

Com o meu comentário anterior quero dizer que não acredito nesta conduta de distanciamento do Tó Zé, é tudo a fingir, é mais uma ovelha dentro do (mesmo) rebanho, que acata tudo do líder sem qualquer atitude crítica.

Anónimo disse...

O que seria que os maçons em conclave na Curia teriam dito ao camarada Seguro?Segredos muito bem guardados como sempre.Vamos ver este senhor e o camarada Costa da CML no pós Sócrates quase de certeza. Por agora afastamento estratégico.

Anónimo disse...

Os submarinos não são de Paulo Portas; eram de Salazar, são de Guterres, de Barroso (não se esqueçam de Barroso, pois ele é que era PM; ou gostam assim tanto de olvidar o cherne?), de sócrates e serão de Passos, se ele não for imbecil-graduado. Em suma, os submarinos são de Portugal. Mesmo com as contrapartidas apenas em 37%, sendo que talvez apenas 30% sejam verdadeiras, já se verificou um retorno do valor da compra na economia e na indústria de cerca de 300 milhões de Euros. Qual o gasto do Estado que dá algum retorno? A compra de mercedes? A importação de carris, comboios e catenárias alta-velocidade? A importação de processadores e programas para a jp-sá-couto montar em fabriqueta e dizer que os produziu? Os quadros electrónicos das escolinhas sem os quais os meninos "já não conseguem aprender a ler? (e aprendem?), A importação de "bolicões" que os meninos obesos e pobres consomem diariamente às toneladas? Indústria de reparação e construção aeronáutica! Construção naval! Estaleiros! Exportação de navios e de serviços de reparação! Indústria! Actividade económica! Isto sim faz falta!
Falar sempre dos submarinos é conversa de porteira, sobretudo vendo só o seu preço - isolado do resto, numa noticiazinha de jornal convenientemente colocada na 1ª página para impressionar ignorantes. É falar antes das longas horas de ócio diário de muitos oficiais decrépitos que enxameiam as FA's!

Ass.: Besta Imunda

Anónimo disse...

Carrilho está a passar agora na SICN. Está anos-luz à frente de Seguro. Nem dá para fazer comparações. Se o PS tivesse vergonha na cara e tivesse colocado um homem como Carrilho no lugar do pseudo-engenheiro quando rebentou o caso Independente ou as casinhas, tinha brilhado, em vez de se lambuzarem todos no esterco que Sócrates fecundou para o partido e para o país.

Anónimo disse...

«Eu gosto do Tó Zé Seguro. É decente. E até parece decente.»

Partilho. Pena que tivesse chegado tão tarde, depois de estarem causados tantos estragos.
Mas ocorre-me, a propósito do Seguro, uma pergunta: será que toda a gente deu conta que acaba de entrar Manuel M. Carrilho? O que pode tornar os próximos tempos muito interessantes.

S.C. disse...

Seguro? O good cop a contrapor ao bad cop socrático?!

joshua disse...

Pelo que acompanhei, o Tó Zé rompeu inúmeras vezes a disciplina partidária na AR. Votou muitas vezes em consciência conforme se espera de um verdadeiro deputado: fiel ao SEU eleitorado, a valores e a princípios humanistas e não a qualquer lóbi devorista.

O seu discurso foi sempre distinto e desalinhado do Absolutismo Rastejante e Bajulado do Primadonna.