22.10.10

ACABAR COM UM IMENSO EQUÍVOCO SORVEDOURO


«O presidente da RTP disse no Parlamento que a RTP "dá lucros". A RTP é a empresa que custa por ano centenas de milhões de euros aos portugueses. A forma como o presidente da RTP falou e fala deste assunto é de uma total insensibilidade social e política, e até financeira, para não dizer que revela enorme falta de pudor e insulta quem paga com dificuldades os seus impostos e a factura mensal da EDP. Na hora do "orçamento mais importante dos últimos 25 anos", aqui colaboro com o Parlamento, propondo dez medidas que permitirão aumentar muito os "lucros" da RTP e melhorar o serviço público. Estas medidas também passam pelo gabinete, pelo automóvel (um Mercedes novo, dourado) e pelo vencimento do presidente da RTP, mas são muito mais amplas e de grande alcance para melhorar o serviço público e diminuir o défice orçamental.

1. Encerrar imediatamente a RTPN. O canal não faz parte do mandato de serviço público. Não é de acesso universal. Quando foi criado, já existia uma alternativa suficiente e eficaz, a SICN. Neste momento, há outra, a TVI24, bem como o canal de economia do Diário Económico. A RTPN faz-lhes concorrência desleal. E, principalmente, é uma sobrecarga desnecessária paga pelos contribuintes.

2. Fundir a RTP Internacional e a RTP África num único canal. Como representação do Estado e exportação de Portugal, é suficiente. Haver dois canais é uma sobrecarga desnecessária paga pelos contribuintes.

3. Fundir a RDP Internacional e a RDP África numa única estação, fechando uma delas. Como representação do Estado e exportação de Portugal, é suficiente. Haver duas estações é uma sobrecarga desnecessária paga pelos contribuintes.

4. Encerrar imediatamente a RTP Memória. O canal não é de acesso universal e não tem utilidade informativa, pedagógica ou estética. A RTP não tem material suficiente de interesse e qualidade para um canal destes. E o que tem é mal contextualizado. A RTPM é inútil. Os conteúdos históricos podem alojar-se no site da RTP. A RTPM é uma sobrecarga desnecessária paga pelos contribuintes.

5. Encerrar imediatamente a Antena 3. A estação faz concorrência desleal com estações privadas que existiam anteriormente. A Antena 3 é uma sobrecarga desnecessária paga pelos contribuintes.

6. Encerrar imediatamente a RTP Açores e a RTP Madeira. As razões importantes que levaram à sua criação já não se justificam actualmente. Os madeirenses e os açorianos têm acesso aos mesmos canais que os continentais. A TV alternativa está muito mais disseminada nas ilhas do que no continente. As notícias das regiões autónomas cabem perfeitamente num programa de informação regional de âmbito nacional. A RTP Açores e a RTP Madeira são uma sobrecarga desnecessária paga pelos contribuintes.

7. Encerrar imediatamente a RDP Madeira e a RDP Açores. Pelas mesmas razões. A RDP Madeira e a RDP Açores são uma sobrecarga desnecessária paga pelos contribuintes.

8. Diminuir imediatamente o número de administradores da RTP de cinco para três. Diminuir imediatamente o número de directores de informação da RTP de seis para três e da RDP de seis para três. Fechar imediatamente "gabinetes" e "centros" da RTP, reduzindo-os de 13 para três ou quatro. Fechar pelo menos dez das cerca de 20 "direcções" da RTP e RDP. Só servem para tachos e prateleiras douradas. São uma sobrecarga desnecessária paga pelos contribuintes.

9. Reduzir drástica e imediatamente os gigantescos subsídios de vencimentos da administração, das direcções e de muitas "estrelas" e boys and girls nas prateleiras. Os subsídios são escandalosos e desajustados do mercado. Renegociar os contratos com as "estrelas", com os emprateleirados dourados, com a multidão de directores-gerais e subdirectores-gerais que não servem para nada ou são chefes de dois ou três "índios". Criar um tecto salarial para qualquer eventual nova contratação. Terminar imediatamente com os contratos que permitem cerca de oitenta Audi a chefes e subchefes sem que haja qualquer razão lógica ou razoável para terem carro de serviço. Proibir em absoluto o uso dos automóveis em fins-de-semana e viagens de férias, incluindo ao estrangeiro. Acabar com os "cartões frota", cartões de crédito e pagamento de telefones de casa. Não assinar mais duvidosos acordos de assessoria externos. Tudo isto é uma sobrecarga desnecessária paga pelos contribuintes.

10. Começar de imediato a trabalhar para a criação de um bom canal de serviço público, que deverá chamar-se RTP, acabando com a RTP1 e a RTP2. A maioria da programação da RTP1 e da RTP2 é uma sobrecarga desnecessária paga pelos contribuintes.»


Eduardo Cintra Torres, Público

30 comentários:

Anónimo disse...

Ponto único:

1. Venda-se aquilo e quem comprar que faça o que quiser.

Anónimo disse...

Alguém insuspeito (e até boy do PS) afirmou há dias que privatizar a RTP dava mais móni que todas as medidas de corte da despesa imbentadas pelo Teixeira dos Santos de Pau Carunchoso.

Pois.

javali disse...

Não está mal. Mas não chega. O que cabe perguntar é se a RTP (toda ela) ainda faz sentido e é verdadeiramente necessária. Eu acho que não.

Aires Vilela disse...

A falta de vergonha desse sr. Costa (mais um...) é total.
Dele e do sr. Lacão, essa desgraça em forma de ministro.
Com efeito, o OE/2011 estabelece um aumento de 29% (!) para a taxa do audiovisual, com que somos obrigados a pagar a RTP.
Povo de carneiros!

Anónimo disse...

Elementar, meus caros.
Uma das razões para poder vir a votar no PSD/Passos Coelho: privatizar a RTP.
Um dos melhores 'coios' do regime.
Quando no início da administração do perigoso engº Almerindo, os jornalistas ameaçaram fazer greve por melhores salários, saiu uma capa do CM, com as caras simpáticas de alguns: Judite & Cia.
Vencimentos a 15 mil euros.
Tentativa de greve sem continuação.
Quem terá dados as dicas ao CM?
Entretanto, esclareci há dias um amigo da província que estava convencido que não pagava a 'taxa' da RTP.
Que estas cavalgaduras acham que deve ser reforçada em 2011, com um aumento das facturas da EDP.
Aguardemos pelos programas partidários ás legislativas.
Embora tendo perdido a fé há muito tempo.
Jb

Anónimo disse...

O Cintra Torres está de pedra cal.
Cuidado com os atentados que parecem acidentes de automóvel ...

Mani Pulite disse...

COM TANTO CARRO DE "SERVIÇO" PORQUE NÃO RECONVERTER A RTP NUMA EMPRESA DE TAXIS?RTP-RÁDIO TAXIS PORTUGAL.COM O KNOW-HOW QUE TÊM EM FRETES DE TODO O TIPO IA SER UM SUCESSO.A JUDITE PODIA GUIAR O DOURADO PARA OS "SERVIÇOS" DE CASAMENTOS.

antónio chupado disse...

Pois é!.

Em relação a funcionários, não será nada difícil 'mandá-los' às urtigas, isto é, para o desemprego; contudo, o Eduardo Cintra Torres sabe, por acaso, onde estão as 'tetas' para que os administradores, directores e outros 'imprescindíveis/dispensáveis' possam continuar a mamar?

Perder funcionários é um 'mal menor'; mas criaturas de elevado grau de competência ... é complicado.

Cambada de CHULOS.

antónio chupado

Anónimo disse...

pelo que lei em varios sitios deixaram toda essa merda chegar a um ponto que nao ha por onde se lhe pegue...Sinceramente nao sei que futuro dar a toda essa merda...Nunca vi um gastar em reporters em passeio por todo o lado para prestar segundos de reportagens que bem se dispensa. Se algo internacional interessa, usem os clips da CNN & Sky que fica mais barato e e apresentado com coisa que vale a pena ver...
Esse gajo do sr silva nao toma uma posica0? mandem-no passear e arranjem alguem como o BR para acabar com tudo e apagar a luz...

Anónimo disse...

Epá João Gonçalves tanto trabalho quando podia simplesmente privatizar a coisa...

Serviço Público? o que é isso na televisão que não possa ser contratado pelo estado?

(Ricciardi)

Anónimo disse...

O cintra torres ainda esta a ser bonzinho. A rtp deveria ser vendida pois não faz qq sentido como empresa.As outras duas fazem o mesmo e dão lucro. Como empresa chegou a ser um repositorio de afilhados e familiares incapazes com entrada por cunhas...

Anónimo disse...

Os que vierem para a rua, não vao para a rua , vão para as Estradas de Portugal, empresa de assento reservado que recebe todos os despejados com as cotas em dia...

Anónimo disse...

Mas algum partido da oposição ousa sequer avançar com a privatização da rtp? Nenhum !, pois quando lá chegarem da-lhes jeito, vão cobrar e tornam-se mediaticos.

Anónimo disse...

Encerre-se a porcaria de todas as RTP's. Com o que se poupa em um ano (cerca de 370 milhões de euros...) ainda se pode fazer face a todo e qualquer processo de indemnização ou cumprimento de contratos. Saneada a coisa, pode trabalhar-se com uma RTP mais pequena, com 20 gajos. Mas pagar as dívidas da RTP - que são, segundo o CM, 800 milhões de euros! - ainda seriam precisos dois anos e meio seguidos de orçamentos. Em três anos a coisa estava resolvida, mas é tudo só teoria: como vão o PS e o PSD atraír serventuários se não puderem distribuir sinecuras pós-vitória?

Ass.: Besta Imunda

Anónimo disse...

Pois vos digo que na RTP se chegou a encerrar departamentos inteiros, á sombra de reestruturações, (do morais sarmento), que terminaram com a saida, reforma , amigavel indemenização etc dos trabalhadores...para reiniciarem depois com familiares e rapazes do partido.

Anónimo disse...

Oh...Porque nao pedem a Sra. dos PROS&CONS para fazer um programa sobre essa merda de pouca vergonha? Porque nao pedir a Madame de Sintra para levar o Torres a grande entrevista e depois a malta fechar a coisa a cadeado?
A carneirada pode bem mostrar o que e uma decocracia saloia.

Anónimo disse...

numa democracia moderna como a nossa ninguem tem de pagar a ninguem porque devemos todos uns aos outros.
Portanto desligasse a coisa e chamasse o Godinho para vender o material para a sucata...sempre da para se comprar uns robalos para a almocarada da festa de encerramento.

Anónimo disse...

Apesar de se justificar o tom jocoso e crítico de muitos comentários, que perfilho, penso que não seria de todo desajustada a existência de um (mas apenas um) canal de serviço público digno desse nome tal como existe, por exemplo nos Estados Unidos e na Inglaterra.

Anónimo disse...

"tom jocoso que perfilho", deves ser jornalista da rtp...isto sim é jocoso!

Anónimo disse...

A questão é que a rtp "não forma, não informa nem diverte". Privatise-se a coisa, mas a quem? brazileiros? espanhois? ai credo...que ninguem lhe pega e o jrs fica com mais tempo para escrever "codexes".

Anónimo disse...

Eh...faz como eu...mandei agora um mail para os P & C a desafiar o programa a debater o assunto...Se aceitarem vai ser jocoso assistir ao debate...Depois direi a resposta que recebi...

Anónimo disse...

O canal que se encontra mais proximo do que poderia ser considerado serviço publico é a
RTP2. Poderia eventualmente ser encerrado tudo o resto e ser mantida apenas a RTP2...no entanto esta apresenta um fortissimo e completamente descarado enviezamento ideologico de esquerda (na RTP2 quem mais ordena são o BE, o PCP e franjas mais á esquerda do PS), que torna inviável a sua manutenção como canal de serviço publico sem uma vassourada geral que acabasse com a situação actual em que, com os impostos de todos os portugeses, é financiado um conjunto de pessoas de esquerda caviar, que frequentemente torna aquilo que devia ser um serviço publico, num serviço de propaganda esquerdista, em que pluralismo e isenção são palavras completamente desconhecidas.
Não sendo provavelmente viavel essa vassourada geral enquanto a RTP2 estiver sob a tutela do estado, a unica solução razoavel será provavelmente a privatização da RTP na sua totalidade, o que implicaria forçosamente uma redução consideravel da sua dimensão.

Anónimo disse...

Boa!
Tema do próximo "Prós e Contras": Extinguir a RTP

Anónimo disse...

A RTP é uma estação ideológica. Não há outra coisa fazer que não seja vendê-la e o produto da venda tem de ser entregue directamente aos Portugueses e não aos Políticos.

lucklucky

Essa agora disse...

Portugal não tem remédio com certos “portugueses” que andam por aqui nos comentários…
Cavaco Silva, o melhor primeiro-ministro – e PR – que o País teve nos últimos 30 anos (depois do breve consulado de Sá Carneiro), é diariamente insultado em blogues (vide a desvergonha de um tal Delito de Opinião, através de um “jornalista” do DN, esse exemplo de ética…).
Assim, nem vale a pena outra decisão que não seja a de emigrarmos… É que isto já não é um vespeiro, mas uma fossa infecta.

Fado Alexandrino disse...

Serviço publico foi colocar aqui a intervenção de ECT.
Haverá logo outros que dirão que ele só escreve assim porque não está lá dentro.
Eu, por mim, uso as palavras de outro e aconselho-o a olhar duas vezes para os lados quando sair de casa.

Anónimo disse...

O partido que tiver no seu programa eleitoral a venda ou privatização da rtp tem o meu voto.Pois não acredito que essa solução seja do interesse de qq partido, pois todos precisam de arautos instrumentados.

Akbar disse...

meia RTP ou RTP e meia

Anónimo disse...

zero rtp

Sandro Nóbrega disse...

Ainda há dias fiz um post sobre o assunto. Mas, tal como alguns aqui, defendo uma solução mais radical. http://a_republica_cadaver.blogs.sapo.pt/1172.html