31.10.10

A NOMENCLATURA COMUNICACIONAL


«De tudo o que se lê, ouve ou se tevê, fica a impressão de que Portugal seria governado por génios caso não houvesse eleições...»

Medeiros Ferreira, Córtex Frontal

5 comentários:

Anónimo disse...

Porque é que o PS falha na governação?
Falha porque não conhece, não sabe nem quer saber dos problemas que Portugal e os portugueses têm para resolver.
O PS vive e orienta-se por sucedâneos de ideologias falhadas.
Por isso não consegue encarar os problemas reais de frente; e o resultado é o que se vê e se sente.
Cada vez que o PS é Governo o pais anda pra trás. Gastam o dinheiro dos cofres do Estado para se alimentarem e para alimentar as clientelas que os podem segurar no poder e pronto, mais não sabem fazer.
É mais um partido nacional que vai definhar com o desaparecimento do seu patriarca Dr Mário Soares, que também nunca passou de ser um político de discurso mas incompetente para qualquer serviço de interesse para Portugal.

Anónimo disse...

Tal como Salazar, Mario Soares será sempre uma figura incontornável na historia recente de Portugal.
No entanto, o tempo enquanto afastamento historico, dará o peso especifico a cada um.
E com esse mesmo afastamento, tenho já pena que a tal Minoria Silenciosa,(e o ps) não tenham deixado o PCP (vulgo cumunas de merda),tomarem o poder em 75, pois hoje estavamos todos vacinados. Talvez a democracia fosse melhor , talvez o PS estivesse engavetado.

Eduardo F. disse...

Por outras palavras, já Pacheco Pereira tinha chamado a atenção para o facto de vivermos sob um regime democrático, ou seja, dependente do voto em urna. Se alguns prolegómenos de uma outra coisa qualquer quiserem partilhá-la com o resto dos cidadãos, fazem favor.

Anónimo disse...

Acho que as explicações para os «génios» não quererem ir para a política é simples.

1. Os partidos querem é quem levante e baixe o traseiro consoante o chefe manda.

2. Um «génio» se for sério ganha muito menos na política que cá fora.

3. Pouca gente está disposta a ver a sua vidinha, mesmo a particular e que nada tem a ver com a política, escarrapachada em jornais, sejam de papel ou virtuais.

4. Não se ganham eleições dizendo a verdade, mas apenas fazendo promessas.

5. etc

6. etc

Anónimo disse...

O PS falha porque é o exemplo acabado de uma agremiação tipo mafiosa que apenas é movida pelos interesses da sua clique: dirigentes, boys e alguns anormais que a seguem com canina fidelidade.
Por isso, na minha opinião já antiga e não de extração recente, é e sempre foi o menos aconselhável dos partidos que existem neste sítio pese embora uns arremedos episódicos de democraticidade.