3.10.10

NEM UMA PALAVRA

Se o PSD falável - o prof. Nogueira Leite, por exemplo - me permite um conselho, diria que o PSD deve estar calado até ao último dia do debate parlamentar sobre o orçamento. Não digo, evidentemente, que não fale no debate. Mas que fale de maneira a que os serventuários ajoelhados à sua esquerda não percebam nada. O que não deve ser difícil. Sócrates que exiba sozinho a sua autocomplacência, devidamente coadjuvado pela labreguice congénita de duas ou três nulidades estilo Capoulas Santos, Madames Estrela e Gomes ou o sr. Gaspar, um capacho menor do Porto. Tipicamente não se pode falar com gente desta.

6 comentários:

floribundus disse...

as nulidades devem limitar-se a apoiar o grande bardo,
o candidato 'fröhlisch'

joshua disse...

Inteiramente de acordo. Não há razoabilidade com Pavões. É deixá-los pavonearem-se (Alegre, Soares, toda a maralha) na boa merda que fazem e, infelizmente, incarnam com a sua ética ratoblicana.

Anónimo disse...

Ai Manuela.

Que saudades

Mani Pulite disse...

DEIXAR O INIMIGO NA MAIS TOTAL INCERTEZA ACERCA DO QUE IREMOS DE FACTO FAZER É UM PRINCÍPIO BÁSICO.NADA DE COMPROMISSOS PRÉVIOS.QUANTO MAIS ANSIOSOS MAIS IRÃO ESTREBUCHAR E AFUNDAR-SE.

Anónimo disse...

NÃO IR EM CANTIGAS…
Sou 1funcionária pública preocupada c/o controlo das finanças públicas e c/funções nessa área. Fui contemporânea do Dr.MRelvas no governo do MCOTA, IMorais. Hoje qdo oiço os discursos do 1ºmin, sinto-me indignada! Nunca fui PSD, ms comecei a apreciar a postura política do Dr.Passos Coelho, desde a s/visão qto à alteração da Constituição (pena é q ainda ñ tenha dito nada s/Justiça nem s/as incompatibilidades das Magistraturas...), à s/firmeza em obrigar o Sócrates a justificar ao país onde andou a esbanjar o dinheiro dos contribuintes, de q resultou um aumento descarado da despesa corrente do Estado. Com as últimas medidas anunciadas p/Gov, sinto vergonha de ver o m/País tão incompetentemente orientado.
Resta-me a esperança de ver um quadro de medidas alternativas do PSD, como estas:
•não aumentar nem mais 1 imposto;
•há que acabar c/os investimentos e/ou PPP's milionárias q esmagarão as vidas dos N/filhos dentro de 10/15anos;
•acabar c/o Sector Empresarial do Estado - Central e Local (pois só dão prejuízos e apenas têm servido exclusivamente p/todos os partidos partilharem as prateleiras doiradas p/os seus militantes: os “patós-coladores-de-cartazes”);
•refundir os Institutos Públicos nas Direcções-Gerais donde emergiram (como cogumelos…); isto sim é q foi fazer da Administração Pública um MONSTRO …;
•tributar os lucros dos Bancos c/igual % ao IRC das PME’s e todas as mais-valias de capitais e dos off-shores;
•aumentar investimentos na manutenção de todas as infra-estruturas já existentes q, apesar de velhinhas foram bem concebidas e ainda poderão ser mui úteis: Escolas/Universiaddes, Caminhos de Ferro, Frota Pesqueira, Barragens(regadio e consumo), Pontes antigas, Estradas do interior(ñ necessariamente auto-estradas), Centros de Saúde;
•reduzir o aparelho governativo, c/menos Ministérios e Secretarias de Estado e sobretudo menos adjuntos, menos assessores, menos secretárias/motoristas(a ganhar hrs extraordinárias PERMANENTES);
•promover a agricultura em todas as culturas e pecuária tradicionais de Portugal (azeite, frutas, cereais, lácteos) de modo a sermos auto-suficientes em alimentação e reduzir as importações de tudo o q comemos;
•não permitir acumulação de pensões de reforma antes da idade limite (mesmo q abranja o Sr Presidente da República: «os exemplos vêm de cima» !!!;
•baixar/moralizar os ordenados milionários dos gestores públicos, ao nível do q já é exigido por LEI (ninguém deve receber acima do vencimento de PR!!!);
•proibir que reformados das Forças Armadas/GNR/PSP assim como outros FP aposentados voltem a trabalhar nos organismos públicos, como “prestadores de serviços/consultores” (?)(!) - paradoxal, não ???;
•nomeação de todos os Secretários-Gerais dos Ministérios ou Controladores da Despesa Pública pelo Ministro das Finanças, com carreiras profissionais com efectiva experiência demonstrada nas funções de auditoria/controlo/fiscalização de FINANÇAS PÚBLICAS (e ñ auditores das empresas externas, q ñ percebem nada de regras orçamentais do Estado!!!).
E se o Sócrates continuar a ameaçar q se demite, deixá-lo ir embora! Qual instabilidade, qual “colapso financeiro”(q o DrMRSousa apregoou ontem na TVI), qual CARAPUÇA.A verdadeira instabilidade é a permanência do SÓCRATISMO ao comando dos destinos da Nação: estamos a cair no maior abismo da História de Portugal.
E se o PR anda nos “cuxixos” (bem tardios, por simples oportunismo eleitoralista…) p/pôr os 2 principais partidos em acordo nesta porcaria de OE/socrático SÓ p/”inglês ver”…, não se deixe o PSD enganar com as ditas necessidades de acalmar os mercados internacionais…
É q se o PSD ñ fugir a estas "ameaças/CHANTAGENS", então é que nunca mais nos livramos do Sócrates e o PASSOS COELHOS perde a GRANDE OPORTUNIDADE DE SER A VERDADEIRA ALTERNATIVA a esta democracia cancerosa/LEPROSA e ainda com tiques de “cavaquismos-demodé”!!!
Cumprimentos especiais à OPOSIÇÃO da AR.
MFátima PPaulo Duarte

JMG disse...

Mesdames, não madames.