1.12.06

MUNDOS

Ontem à noite, o sr. Sarkozy esteve umas boas duas horas na televisão francesa a explicar-se e a responder. Sarkozy não é mais nem menos pantomineiro do que outros. Tem a polìtica entranhada no rosto, na fala, no gesto. Tem, na parte em que concorre com Mme. Royal, um bonito sorriso. È, como lhe compete, contra a presença da Turquia na Europa. Porque, refere, para se estar na Europa é preciso aceditar nela e, sobretudo, não estar contra reservas mentais e fìsicas contra algum dos seus membros. O espectàculo deploràvel de insegurança que obriga a espalhar pela belìssima Istambul carros de combate e de assalto, doze mil polìcias de costas para os locais e para o visitante ilustre, são de uma eloquência incontornàvel. Os prosélitos que sonham com uma Turquia europeia deviam reflectir nisto. Por mais voltas que se dê, hà demasiados mundos no Mundo. Ainda bem que não somos todos iguais.

4 comentários:

Anónimo disse...

Turquia na UE? Só de doidos varridos.
Por cá estamos como no tempo do Sr D.Henrique que mamava de tetas jovens enquanto o restante pessoal negociava os novos lugares...na nova HESPANIA que se aproximava.
Se houve o 1º de Dezembro é porque a coisa não foi lá muito brilahnte nao?

Anónimo disse...

Ó Sr Gonçalves, por acaso não tem acentos agudos disponíveis, ou é mesmo feitio do seu teclado ?

João Gonçalves disse...

Teclado français.

Anónimo disse...

Levar a Turquia a ser um país mais democrático e liberal, só por si, já é uma boa razão para o trazer á UE!