31.8.05

A ENTRONIZAÇÃO

Se descontarmos a parte em que Soares delicadamente lembrou a Sócrates que, em matéria de consolidação orçamental e financeira, o melhor mesmo é ele estar quietinho, a "declaração solene" da recandidatura não passou de um enorme bocejo. Soares percorreu todas as trivialidades e lugares-comuns que qualquer pessoa de boa-fé subscreve quando pensa na parte "ornamental" do PR. Falou do que "aprendeu" nestes últimos dez anos, cortejou os "jovens" e auto-elogiou-se em matéria de idade. A sua "ideia de e para Portugal", como ele gosta de sublinhar, não aquece nem arrefece ninguém. Soares exibiu-se para um país que vive manifestamente uma realidade bem diferente da tranquilidade colorida exibida pelo candidato. Ou então - o que é mais sério para ele - Soares recusa-se a deixar que a realidade entre na sua simpática e divertida cabeça. Em suma, esta entronização doméstica não passou do tal "ponto de chegada" a que aludi ontem. De qualquer forma, e uma vez mais, bem-vindo, Dr. Soares!



Adenda: Valia a pena M. Soares ter escutado o que Miguel Sousa Tavares disse na TVI sobre a sua prestação. Eu, que há vinte anos estive, com gosto e empenho, na cerimónia equivalente no Altis, não reconheci o mesmo protagonista. Mudaram-se efectivamente os tempos e as vontades. Não existem repetições "felizes".

2 comentários:

superlong disse...

Cool site on average male penis size Check out my Penis Enlargement

superlong disse...

Cool site on penis sex Check out my Penis Enlargement