14.3.11

ANTIGOS E "MODERNOS"


Tudo o que o homem contemporâneo não é, era-o o homem antigo "lido" por Jacqueline de Romilly. «Evoca as conquistas da civilização através da relação que estabelece entre Sófocles e o autor d'A Guerra do Peloponeso, das palavras que Tucídides coloca na boca de Péricles, do desenrolar da guerra civil no século V AC, da rivalidade entre Esparta e Atenas, do poder da inteligência e da razão, da moral e da honestidade para conduzir as escolhas políticas e do que acontece quando essas qualidades faltam: «les conseils des hommes politiques (disons: des démagogues) perdent toute valeur, toute intelligence, toute prudence, puisqu'ils sont au service des caprices du peuple. De là toutes les fautes qui suivent l'arrivée des démagogues au pouvoir.» Olhamos para a elite política portuguesa - representada por homens pequeninos, genericamente broncos e irrelevantes - e percebemos o que acontece quando, de facto, faltam aquelas qualidades. Como é que se pode passar um serão no canal público de televisão, à volta de uma delegada do governo como "moderadora" e como "jornalista", a discutir um homem tão patético quanto ela? Boa noite e boa sorte.

6 comentários:

Anónimo disse...

No municipio Lisboeta querem mais ciclovias ou redução na taxa de esgotos?

Anónimo disse...

Gramo quando em relação à redução das pensões, os socialistas, F Assis, dão a sua opinião pessoal , que é contra, mas que percebem o partido. Quando é escandaloso dão a opiniao pessoal e mostram-se humanos...que esquema cinico bem montado.

Quim Jovem disse...

Agradeço os seus votos de boa noite e boa sorte. Principalmente a "boa sorte". Algo que nos compensasse deste "azar", que já dura há 5 anos.
Se não é azar é mesmo maldição.

Franguska Rafaliska disse...

do desenrolar da guerra civil no século V AC,

uma guerra entre cidades estado

pode ser comparada a uma guerra partidária

agora uma guerra civil
faz-se entre concidadãos de um mesmo estado

ae disse...

Não se pode. Por isso mudei de canal. E não é que me está a fazer bem?

Anónimo disse...

Efectivamente a mulher é uma "delegada do governo". A mulher dá-me asco. Era vê-la filada ao Miguel Macedo durante o programa. Desliguei a televisão e fui fazer ó ó.